Questões na prática

Clínica Médica

Endocrinologia

Qual o adenoma de hipófise mais frequente e qual a orientação terapêutica inicial mais utilizada?

A
Adenoma secretor de GH - radiocirurgia.
B
Adenoma não funcionante - cirurgia e radioterapia.
C
Adenoma secretor de prolactina - agonista dopaminérgico.
D
Prolactinoma - cirurgia transfenoidal.
E
Adenoma secretor de ACTH - cetoconazol.
Menino, oito anos, é trazido à consulta ambulatorial por apresentar tosse diária há mais de dois meses e sensação de aperto no peito, principalmente à noite. Segundo a mãe, esses sintomas têm interferido no seu sono, pois ele acorda toda noite devido à tosse. Relata alívio temporário com o uso de beta-2 inalatório. História prévia de asma, porém, sem sintomas há um ano. Quanto à classificação da gravidade do quadro respiratório desse escolar, pode-se afirmar que se trata de asma:
O esquema terapêutico proposto para os RNs com infecção congênita pelo toxoplasma e com coriorretinite em atividade é:
Lactente, dois meses, chega ao Serviço de Emergência por apresentar tosse há duas semanas. A mãe nega febre. Pré-natal regular, sem intercorrências. Parto normal, alta em 48 horas, PN = 3.200 g. Aleitamento materno exclusivo. Ela relata que o RN aos 15 dias apresentou conjuntivite, com secreção purulenta. O exame físico revela criança em bom estado geral, afebril, taquipneico (FR = 60), acianótico. Estertores e sibilos à ausculta pulmonar. Radiografia de tórax evidencia hiperinsuflação e infiltrados intersticiais difusos. O agente etiológico mais provável é:
Paciente, 27 anos, queixa-se de corrimento vaginal abundante, amarelo-esverdeado, bolhoso e com odor fétido. A propedêutica prática para completar o diagnóstico a ser realizada é:
Compartilhar