Questões na prática

Pediatria

Pediatria Geral

Quanto à recuperação de criança desnutrida, assinalar a alternativa INCORRETA.

A
Na fase de manutenção, deve-se fornecer dieta com cerca de 160 kcal/kg/dia, podendo-se chegar a 200 kcal/kg/dia, e com 3 a 5 g/kg/dia de proteína.
B
Na fase aguda, devem-se evitar o excesso de sódio e a sobrecarga hídrica durante a hidratação, não administrando o soro de reidratação oral padrão recomendado pela OMS.
C
Antibioticoterapia deve ser realizada rotineiramente.
D
É necessário o uso de dietas especiais como fórmulas sem lactose ou hidrolisados proteicos.
E
As deficiências de vitamina A, de zinco e de ferro estão, frequentemente, associadas à desnutrição.
Considere uma paciente de 35 anos, em amenorreia há 6 meses, e sem outras queixas. Relata história de curetagem uterina por abortamento há 7 meses. Nega uso de medicamentos. Assinale a melhor conduta:
Em relação à reanimação neonatal na sala de parto, identifique as afirmativas abaixo como verdadeiras (V) ou falsas (F). ( ) Na ausência de líquido amniótico meconial, um recém-nascido com 35 semanas de idade gestacional, que apresente ao nascimento choro forte e bom tônus muscular, não necessita ser submetido aos passos iniciais da reanimação neonatal, bastando manter suas vias aéreas pérvias e prover calor, colocando-o sobre o tórax e/ou abdome materno. ( ) Diante da presença de líquido amniótico meconial fluido ou espesso, recomenda-se que o obstetra aspire boca, faringe e narinas, com sonda de aspiração traqueal nº 8 ou nº 10, assim que haja o desprendimento do polo cefálico. ( ) Para a ventilação com pressão positiva, pode-se utilizar um balão autoinflável, um respirador manual ou um balão anestésico, tendo como interfaces a máscara ou a cânula traqueal e, eventualmente, a máscara laríngea. ( ) A intubação traqueal é indicada se houver necessidade de realizar massagem cardíaca e/ou de administração de adrenalina. ( ) Caso não haja resposta à administração traqueal de adrenalina, ou diante da necessidade de utilizar expansores de volume, bicarbonato ou naloxona, a via preferencial para administração de medicações na sala de parto é a veia umbilical. Assinale a alternativa que apresenta a sequência correta, de cima para baixo.
A hanseníase é uma doença infectocontagiosa, crônica, causada pelo bacilo de Hansen. No Brasil, apresenta alta endemicidade, com prevalência superior a 1:10.000 habitantes. Quanto à patogenia do bacilo de Hansen, assinale com [V] as assertivas verdadeiras e com [E] as assertivas erradas e escolha a alternativa que contém a sequência correta: [ ] I. Durante o processo de apresentação, as células apresentadoras de antígenos fagocitam, metabolizam e processam o Mycobacterium leprae, produzindo numerosos peptídeos que serão apresentados aos linfócitos. [ ] II. O macrófago, a mais importante célula efetora da resposta imune celular, tem suas funções ativadas por citocinas como a interleucina 1. [ ] III. 'In vivo', a avaliação da resposta imune celular ao Mycobacterium leprae é feita pela reação de Mitsuda. [ ] IV. Quando há predominância da imunidade celular, a hanseníase se desenvolve para o polo lepromatoso. [ ] V. Quando há depressão da imunidade celular, a hanseníase se desenvolve para o polo tuberculoide.
Paciente de 62 anos de idade, sexo feminino apresentou prurido intenso na região perianal há seis meses. Procurou o serviço público de saúde não sendo atendida por diversas vezes. No momento, refere hematoquesia de repetição e dor na região perineal com perdas espontâneas de fezes nas vestes. Ao exame físico, encontramos extensa lesão ulcero-infiltrativa do canal anal e incontinência fecal e o laudo histopatológico confirmou carcinoma espinocelular. A melhor conduta, neste caso, é:
Compartilhar