Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Obstetrícia

Quanto ao diabetes gestacional, podemos afirmar:

A
pode ser diagnosticado em torno da 16ª semana de gestação.
B
é mais comum em pacientes primigestas.
C
não ocorre em outras gestações.
D
HPL (Hormônio Lactogênico Placentário) é o mais responsável pelo efeito diabetogênico da gravidez.
E
em gestantes com diabetes méllitus prévia à gestação, esta pode acarretar malformações fetais com frequência 06 a 07 vezes maior que na população em geral.
Sobre a torção testicular, é correto afirmar que:
Durante a fase lútea do ciclo menstrual, o aspecto histológico do endométrio é caracterizado como:
Numa criança do sexo masculino, nascida de parto vaginal cefálico, estável, com 20 horas de vida foi observada icterícia zona III. A mãe é do grupo sanguíneo A Rh positivo, Coombs Indireto negativo. RN grupo sanguíneo O Rh negativo, Coombs Direto negativo, anemia leve com policromasia, esferócitos +++, reticulócitos 4%, leucócitos 7400 mm³ com contagem diferencial normal. Bilirrubinemia total = 16,7 mg/dl, direta = 0,3 mg/dl, indireta = 16,4 mg/dl. Qual a principal hipótese diagnóstica?
Um bebê está sendo reanimado na sala de parto. Já se passaram um ciclo de VPP com balão e máscara, seguido de um ciclo de VPP intubado com massagem cardíaca(coordenados 1:3), feito a primeira dose de adrenalina na cânula endotraqueal e novo ciclo de VPP e massagem cardíaca. Na reavaliação, após esse último ciclo, a FC=50 bpm, sem melhora da cor que permanece cianótica com áreas de moteado de pele. Na sequência, qual a conduta mais correta a ser tomada:
Compartilhar