Questões na prática

Pediatria

Neonatologia

Recém-nascido a termo, peso de nascimento 2680 g, escore de Apgar de 1º e 5º minutos de 9 e 10, respectivamente. Permaneceu em alojamento conjunto, não apresentou intercorrências clínicas e recebeu alta com 48 horas de vida, pesando 2400 g. A mãe, primigesta, procurou o pronto-socorro dois dias após a alta, referindo que o bebê chora excessivamente. Ao exame, o recém-nascido apresentava-se choroso, ictérico em face, tronco e raiz de membros, mucosas semiúmidas, pesando 2320 g. A hipótese diagnóstica mais provável é:

A
icterícia do leite materno
B
icterícia da amamentação (ou relacionada ao aleitamento materno)
C
icterícia por isoimunização Rh
D
icterícia por deficiência congênita de glucuronil transferase
E
atresia de vias biliares
Homem de 84 anos apresenta, há 6 anos, abaulamento em região inguinal direita, associado a discreto desconforto aos moderados esforços. Exame físico: PA = 160 x 105 mmHg; FC = 90 bpm; ritmo cardíaco regular, com bulhas hipofonéticas; murmúrio vesicular pulmonar diminuído nas bases; abdome flácido com hepatomegalia discretamente dolorosa e hérnia redutível em quadrante inferior direito do abdome, com anel herniário de 4 cm; presença de edema em membros inferiores (++/4+). HPP: DM, hipertenso e insuficiência cardíaca leve. Foi submetido à ressecção prostática transuretral há 2 anos, sem queixas de prostatismo ou constipação. Qual a melhor conduta para esse paciente?
Quais dos achados fundoscópicos abaixo não são próprios de retinopatia hipertensiva?
A abertura inadvertida da cisterna de Pecquet (chyli) acarreta na temida ascite quilosa. O procedimento cirúrgico que possui maior risco de ter essa complicação é a:
Paciente diabético apresenta febre, dor abdominal no hipocôndrio direito, evoluindo com endoftalmia endógena. Nesse caso, a principal hipótese é de:
Compartilhar