Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Pediatria

Neonatologia

Recém-nascido do sexo masculino com idade gestacional de 40 semanas, peso de nascimento de 3200 gramas, nasceu de parto vaginal, Apgar 8 e 10, atendimento na sala de parto sem intercorrências. Com 30 horas de vida, evoluiu com distensão abdominal progressiva, estase pela sonda orogástrica de aspecto bilioso, ainda não eliminou mecônio. Irmão de quatro anos com diagnóstico de mucoviscidose. Qual o diagnóstico etiológico mais provável?

A
Megacólon congênito.
B
Anomalia anorretal.
C
Síndrome do cólon esquerdo curto
D
Íleo meconial.
E
Enterocolite necrosante
No tratamento inicial da hiperpotassemia, após a realização da glícoinsulinoterapia, deve-se administrar a seguinte solução:
Primigesta com evolução normal do trabalho de parto, durante o período expulsivo tem uma parada na progressão, com apresentação cefálica em occípito direita transversa e assinclitismo anterior, plano +2 De Lee e batimentos cardíacos fetais de 128 bpm. A melhor conduta é:
Paciente do sexo feminino, 68 anos, obesa, hipertensa em tratamento apresenta há 3 meses história de dor em hipocôndrio direito, icterícia, perda ponderal e massa palpável em hipocôndrio direito (descrição do exame físico - massa palpável dolorosa em hipocôndrio - vesícula biliar? plastrão? tumor?). Assinale a alternativa correta.
Paciente de 46 anos, sexo feminino, cor branca, com QDP - flatulência há mais de 10 anos, HDA - flatulência e sensação de distensão, algumas vezes associadas a períodos de fezes amolecidas, explosivas de 3 a 4 vezes ao dia, nega dor abdominal ou presença de produtos patológicos nas fezes. Antecedentes patológicos: lesões eritomatovesiculares em ambos os cotovelos, osteopenia diagnosticada há 4 anos e tratada, hipotireoidismo em tratamento, ciclo menstrual regular e habitual; antecedentes pessoais: anemia ferropriva há mais de 1 ano, tratada, história de atopia na infância; antecedentes familiares: mãe com câncer de mama. Exame físico: BEG, descorada +/4+ pele, presença de lesões populares em ambos cotovelos e demais exames sem particularidades; exames laboratoriais: Hb-10,7 leucócitos-7350 PCR- 2,3, teste de tolerância da glicose 86/94/87/84 lgA 4 AST e ALt normal, antiendomísio negativo colonoscopia normal, EDA- edema difuso das pregas duodenais com presença de pregas serrilhas. Qual a melhor conduta para o diagnóstico do caso?
Compartilhar