Questões na prática

Pediatria

Neonatologia

Recém-nascido é levado à consulta médica com dez dias de vida por apresentar icterícia. Mãe refere que fez pré-natal, parto normal, hospitalar, alta conjunta 60 horas após o parto. O peso do nascimento foi 3020g e a idade gestacional de 39 semanas. Na alta recebeu orientações, inclusive sobre icterícia, pois a criança encontrava-se ictérica zona II. Desde o nascimento criança foi mantida em aleitamento materno exclusivo. Durante a consulta médica foi constatado que o RN apresentava icterícia zona II, sem qualquer outra alteração clínica, e o peso no momento era 3060g. A melhor conduta é:

A
Tranquilizar a mãe, pois deve se tratar de icterícia fisiológica.
B
Suspender o aleitamento materno, pois deve ser causada pelo leite materno.
C
Complementar a alimentação com fórmula, pois deve ser por baixa ingestão calórica.
D
Investigação laboratorial e acompanhamento clínico.
Nara, 16 anos, traz sua filha de 1 mês e 10 dias, Luiza, à Emergência às 6:30h da manhã, com convulsões tonicoclônicas generalizadas que se iniciaram há, aproximadamente, 30 minutos. A criança começou a “se debater” após a última mamada, aproximadamente às 23h do dia anterior e apresentou várias crises semelhantes durante a madrugada. Exame físico: peso 3560 g, FC 136 bpm, FR 48 irpm. Lactente com crise convulsiva tonicoclônica generalizada, acrocianose (++/4+), hipocorada (+/4+), hidratada, anictérica, fontanela anterior plana, normotensa, crânio sem alterações, isocoria e fotorreagência bilateral; ritmo cardíaco regular, boa perfusão capilar periférica, pulmões bem ventilados, roncos esparsos; quatro lesões equimóticas e acastanhadas, arredondadas, em região lombar paravertebral; abdome plano normotenso, fígado a 1 cm do RCD, baço impalpável; genitália compatível com sexo e idade, sem alterações. Luiza nasceu de parto cesáreo por bolsa rota prolongada, APGAR 9/9, PN 2860 g, CN 49 cm e evoluiu sem intercorrências. Nara reside com seu parceiro atual, que não é o pai da criança; tem dúvidas quanto à necessidade de usar complemento ao aleitamento materno porque Luiza chora muito, todos os dias, principalmente nos finais das tardes. Diante da situação, é correto afirmar que se trata de um caso suspeito de:
Em relação à “Litíase biliar”, qual a porcentagem em que esta é primária do colédoco?
Na colangite esclerosante primária, é correto afirmar:
Paciente com 70 anos, feminino, foi internada com hematêmese e melena há três dias, sem instabilidade hemodinâmica, apresentando, na endoscopia digestiva alta, uma lesão ulcerada em corpo gástrico, na vertente posterior da grande curvatura. Para o diagnóstico de tumor estromal gastrointestinal, assinale a afirmativa incorreta.
Compartilhar