Questões na prática

Pediatria

Neonatologia

Recém-nascido pré-termo com 1.850 g, apresentou escore de apgar 9 no primeiro minuto e 10 no quinto minuto. O parto foi por via vaginal. A mãe realizara exames no último trimestre de gestação que revelaram VDRL 1:2. FTA- Abs não reagentes, toxoplasmose IgG e IgM não reagentes anti-HIV negativo e HBsAg positivo. Além das precauções-padrão quanto aos cuidados do recém-nascido. Que outras medidas devem ser implementadas?

A
Incentivo ao aleitamento materno, vacina contra hepatite B e dosagem de VDRL.
B
Incentivo ao aleitamento materno, vacina contra hepatite B e administração de imunoglobulina hiperimune por via intramuscular nas primeiras 12 horas da vida.
C
incentivo ao aleitamento materno, avaliação sorológica para sífilis e toxoplasmose e vacina contra hepatite B.
D
avaliação sorológica para toxoplasmose, sífilis, hepatite B e HIV, estando contraindicado o aleitamento materno.
E
Administração de imunoglobina hiperimune por via intramuscular nas primeiras 12 horas de vida, estando contraindicado o aleitamento materno
Paciente no curso da 33ª semana de gravidez, apresentando níveis tensionais elevados (150/105 mm Hg) acompanhado de sangramento transvaginal de coloração escura e de início abrupto, ausculta fetal duvidosa. O diagnóstico mais provável é:
Um paciente masculino de 61 anos foi submetido à colonoscopia por história familiar de câncer de cólon. O exame evidenciou diverticulose. Preocupado com sua saúde, o paciente quer saber sobre complicações futuras desse achado. Qual a probabilidade desse paciente assintomático desenvolver diverticulite?
Um adulto jovem com Hb = 10,9 g/dl, VCM = 75 fl, HbA1 = 91%, HbA2 = 5% e HbF = 4% deve receber:
No 6º dia de pós-­operatório de gastrectomia parcial com reconstrução, a BII inicia­-se uma drenagem de secreção abundante pelo dreno no hipocôndrio direito de aspecto amarelado turvo. O paciente não apresenta sinais de peritonite. O débito é de 500ml nas 24 horas. Qual a melhor conduta neste caso?
Compartilhar