Questões na prática

Clínica Médica

Pediatria

Gastroenterologia

Nefrologia

Recém-nascido, sexo masculino, iniciou ao final da terceira semana de vida, quadro de vômitos em jato após mamadas ao seio materno. A mãe procurou serviço de emergência sendo prescrito antiemético e recomendada elevação da cabeceira do berço. Os vômitos persistiram e se agravaram nos três dias subsequentes. A criança passou a perder peso e a apresentar pouca atividade, além de diminuição do débito urinário. Foi então novamente levado à emergência e os exames laboratoriais iniciais mostraram: Cloro: 90mEq/L, Potássio: 3,3 mEq/L, Sódio: 130 mEq/L. A gasometria colhida evidenciou alcalose metabólica. Frente ao quadro apresentado, o diagnóstico mais provável é:

A
galactosemia
B
refluxo gastroesofágico
C
estenose hipertrófica do piloro
D
hiperplasia congênita de suprarrenal
E
síndrome de hipertensão intracraniana
Mulher, 49 anos, branca, sexo feminino, foi submetida à tireoidectomia subtotal por doença de Graves no primeiro dia de pós-operatório, começou a sentir parestesia perioral. Qual a provável complicação?
Recém nascido com 3 dias de vida apresenta conjuntivite com secreção purulenta e abundante e quemose, pálpebras demaciadas, tensas conjuntiva avermelhada. O diagnóstico mais provável da conjuntivite é:
Segundo a Academia Americana de Otorrinolaringologia e do Consenso Latino Americano sobre Rinossinusite, o diagnóstico de rinossinusite é baseado na presença de fatores maiores e menores. Indique a alternativa em que estão relacionados, respectivamente, DOIS FATORES MAIORES E UM FATOR MENOR, que são preditivos de rinossinusite aguda.
São tumores mais frequentes no mediastino anterior, médio e posterior, nesta ordem:
Compartilhar