Questões na prática

Clínica Médica

Infectologia

Recentemente, divulgaram-se mais de 1.000 casos de infecções pós-operatórias, em pacientes submetidos às cirurgias vídeo-endoscópicas e plásticas, entre outras, principalmente no estado do Rio de Janeiro. Estes casos apresentaram-se como infecções de pele e tecido subcutâneo com abscessos piogênicos, reação inflamatória aguda e supuração, com evolução lenta, formação de nódulos granulomatosos, ulceração e fistulização. Fato comum a todos os casos foi a falta de resposta aos antibióticos para cocos Gram positivos, e para bacilos Gram negativos inclusive multiresistentes, e ainda a observação de BAAR nestas lesões. A partir das informações acima, avalie as alternativas e assinale a correta:

A
Tratava-se de um possível surto de infecção por MRSA
B
Tratava-se de um possível surto de infecção por Acinetobacter baumanii associado ao MRSA
C
Tratava-se de um possível surto de infecção por Mycobacterium fortuitum associado ao MRSA
D
Tratava-se de um possível surto de infecção por Mycobacterium abscessus, associado ao Mycobacterium chelonae e ao Mycobacterium fortuitum
E
Nenhuma das alternativas anteriores está correta
Mulher, de 60 anos, com história de artrite reumatoide e frequentes ataques de pseudogota no joelho D apresenta uma história de febre com suores noturnos e dor intensa no mesmo joelho. O exame mostra uma temperatura axilar de 38,6°C, uma frequência cardíaca de 110 bpm, uma pressão arterial de 110/70 mmHg. O joelho D apresenta-se inchado, vermelho, quente e muito doloroso. A contagem leucocitária mostra 15.800 leucócitos, com 80% de neutrófilos, sendo 8% bastonetes. O exame do líquido articular apresentou uma contagem leucocitária de 160.000/mm³, com 95% de neutrófilos e presença de cristais no formato de agulha, birrefringentes. O Gram mostra cocos Gram-positivos agrupados. Entre as medidas a serem tomadas NÃO se inclui:
Quanto à Peritonite Bacteriana Espontânea, pode-se afirmar que:
Quanto ao tratamento da colelitíase assintomática, é CORRETO afirmar que:
Criança de 5 anos, sexo masculino, branco, previamente hígido é levado ao atendimento médico por aparecimento súbito de petéquias e equimoses em membros e tronco. Apresenta também epistaxe discreta. Nega febre, emagrecimento ou outras alterações. Exames complementares: anemia leve, normocítica e normocrômica, 7.100 leucócitos totais, plaquetas: 31.000. A hipótese diagnóstica mais provável é:
Compartilhar