Questões na prática

Clínica Médica

Neurologia

Hematologia

Nenhum medicamento é inócuo, podendo acarretar reações adversas que comprometem qualidade de vida e, eventualmente, sobrevida. É INCORRETO afirmar que: Referência: FUCHS, F.D., WANNMACHER, L.; FERREIRA, M.D. Farmacologia clínica. Terceira edição. Editora Guanabara Koogan, 2004.

A
As alterações do equilíbrio hidroeletrolítico associadas aos corticóides e os distúrbios gastrointestinais causados por antiinflamatórios não esteróides são exemplos de efeitos colaterais desses medicamentos.
B
As maiores incidências de surdez e intoxicações digitálicas em pacientes com insuficiência renal, tratados respectivamente com aminoglicosídeos e digoxina, em comparação com os que apresentam função renal normal, são exemplos de sobredosagem relativa.
C
Certos casos de diarréias e infecções secundárias após a utilização de antimicrobianos que alteram a flora do organismo são exemplos de efeitos secundários desses medicamentos
D
A administração repetida de morfina, na mesma dosagem, diminui progressivamente a intensidade de seus efeitos farmacológicos é exemplo de hipersensibilidade.
E
A ocorrência de anemia hemolítica, por deficiência da glicose-6-fosfato-desidrogenase, em alguns pacientes sob uso de medicamentos derivados da cloroquina é classificada como uma idiossincrasia desses medicamentos.
Lactente que nasceu com 2,8 kg, APGAR 9 e 10, no primeiro e no quinto minuto, respectivamente, sem malformações ou outras alterações, consultou com três meses de vida, e o médico verificou que o lactente apresentava resposta ativa ao contato social (respondeu com sorriso e emissão de sons quando “conversou” com ele), segurava objetos e, quando colocado de bruços, levantava a cabeça, apoiando-se nos antebraços, sendo classificado nesta consulta como tendo desenvolvimento normal. Retorna para consultar com quatro meses de vida, e o médico, na avaliação do desenvolvimento, observa que, além dos marcos da consulta anterior, o lactente localiza sons, busca objetos ativamente e os leva à boca, mas não os transfere de uma mão para outra, muda de posição ativamente (rola), mas não senta sem apoio. Nessa consulta, qual a impressão diagnóstica do desenvolvimento do lactente, considerando o que foi acima informado e a classificação proposta na Caderneta da Criança do Ministério da Saúde?
Paciente teve a perna esmagada sob motocicleta durante 5h, com fraturas da tíbia e fíbula. Inicialmente foi tratado com gesso, evoluindo com dor intensa. Este aparelho foi bivalvado, porém a dor não melhorou. Após 4 meses, o exame físico mostrou deformidade do pé com 45 graus de equino e varo e mínima capacidade de extensão dos dedos e tornozelo. O pé é doloroso à carga. Baseado na história e exame clínico, qual deveria ser o melhor diagnóstico:
Um recém-nascido com dispneia e cianose progressivas associadas a abdome escavado provavelmente tem o diagnóstico de:
Um médico do serviço de resgate retornava para casa quando presenciou colisão de automóvel de passeio na traseira de caminhão. O acidente ocorreu em uma via com grande fluxo de tráfego e velocidade máxima permitida de 80 km/h. Foi o primeiro a se aproximar do veículo acidentado, percebendo que o motorista do automóvel apresentava-se inconsciente, com sangramento profuso na cabeça e com dificuldade respiratória. A conduta inicial imediata deveria ser:
Compartilhar