Questões na prática

Pediatria

Neonatologia

Cardiopediatria

RN prematuro, 31 semanas, muito baixo peso, no 3º dia de vida, encontra-se com balanço hídrico positivo, pulso amplos, taquicardia, taquipneia, hiperfluxo pulmonar, hepatomegalia e acianótico. O diagnóstico provável é:

A
Transposição dos grandes da base.
B
Persistência do canal arterial.
C
Taquipneia.
D
Enterocolite necrotizante.
E
Hemorragia intraventricular.
Baseado na diretriz brasileira de tuberculose de 2004, o Ministério da Saúde preconiza qual esquema terapêutico para tuberculose pulmonar e coinfecção com AIDS:
Um paciente afrodescendente, 64 anos, queixa-se de dores ósseas, fadiga, astenia, soluços e emagrecimento. Ele traz, à consulta, resultados de exames complementares previamente feitos, que revelam: (a) anemia normocrômica e normocítica; (b) hipercalcemia acentuada (14,2 mEq/l); (c) hiperglobulinemia; (d) retenção de ureia e creatinina séricas; e (e) lesões líticas, sem halo de esclerose, na calota craniana, coluna vertebral, costelas e ilíacos. Acerca do caso mencionado, são feitas as seguintes assertivas, uma das quais é FALSA. Qual?
As pancreatites agudas possuem uma ampla variabilidade de gravidade clínica e prognóstico associado, havendo desde quadros de apresentação mais branda, com bom prognóstico, até quadros muito graves, de elevadíssima mortalidade. Ao longo das quatro últimas décadas, diversos critérios e escalas, como a escala de Ranson, a classificação de Balthazar, o escore APACHE II e as dosagens de interleucinas tem sido aplicados ou especificamente desenvolvidos com o fim de estratificar a gravidade e definir o prognóstico dos pacientes vitimados por tal condição. Abaixo são listadas cinco opções de critérios prognosticadores, sendo que uma delas NÃO representa um dos critérios incluídos na escala de Ranson. Assinale esta opção.
Qual das afirmações abaixo, a respeito da colangite, é verdadeira?
Compartilhar