Questões na prática

Clínica Médica

Gastroenterologia

São achados ecográficos que corroboram o diagnóstico de apendicite aguda, EXCETO:

A
apêndice distendido com diâmetro superior a 6 mm.
B
presença de fecalito no interior do apêndice.
C
dor à descompressão brusca pelo transdutor do aparelho.
D
incapacidade de visualização do órgão.
E
presença de massa periapendicular.
Paciente masculino com 9 anos de idade e dor abdominal há 3 dias em flanco direito e irradiando-se para fossa ilíaca direita há 24 horas, dor em cólica com períodos de melhora , afebril, com vômitos e alguns episódios de dor. Exame físico abdome: rha+; indolor; Blumberg negativo; punho percussão lombar normal. Pediatra assistente solicita Ultrassom (US) abdominal, hemograma e Exame Qualitativo de Urina (EQU). US e hemograma normais; EQU: nitrito negativo; hemoglobina ++ ; hemácias 30 por campo; leucócitos 3 por campo; flora bacteriana discreta. Qual a conduta necessária para elucidação do caso acima?
Em qual das neoplasias abaixo está indicado o transplante hepático?
A bexiga hiperativa é caracterizada por urgência miccional, com ou sem incontinência de urgência e associada ao aumento da frequência miccional, podendo ser primária (idiopática) ou secundária. São causas conhecidas de bexiga hiperativa:
O hirsutismo é uma das manifestações clínicas do hiperandrogenismo e apresenta vários fatores envolvidos na sua etiologia. São causas de hirsutismo medicamentoso e endócrino, respectivamente:
Compartilhar