Questões na prática

Pediatria

Pediatria Geral

São afirmações verdadeiras sobre a vacina oral para poliomielite, exceto:

A
Induz imunidade intestinal precoce
B
É trivalente e induz imunidade aos três sorotipos do polivírus
C
Está conta-indicada em contatantes de pacientes com doença do sistema imunológico
D
É constituída por vírus vivos atenuados, que podem reverter ao estado selvagem durante a replicação no indivíduo e causar doença
E
Tem menor eficácia que a vacina intramuscular, mas pelo menor custo e facilidade de aplicação é preferida pelos programas de imunização
MLS, 50 anos, feminina, foi consultar por quadro de fraqueza, dispneia e por notar sua pele mais amarela há quatro dias. Refere ter apresentado febre com tosse seca há uma semana. Agora se encontra afebril, com melhora da tosse. Ao exame físico, apresenta mucosas hipocoradas, ictéricas, acianóticas, PA = 110/70 mmHg, FC = 120 bpm. Não apresenta adenomegalias nem hepatoesplenomegalia. Ausculta pulmonar e cardíaca sem alterações, exceto taquicardia. Exames Laboratoriais: Hemograma: Hemácias = 2.500.000/mm³, Hb = 8,5g/dl, Hlco = 25%, Leucócitos = 10.000/mm³ (bast = 4%Seg, = 59%eos = 3% linf = 31% mon = 3%) Plaquetas = 210.000 mm³, Bilirrubina direta = 0,4mg/dl, bilirrubina indireta = 3,7mg/dl Coombs direto = positivo. Qual o diagnóstico mais provável e a conduta a ser tomada?
Homem de 42 anos de idade, com diagnóstico de hanseníase virchowiana fez tratamento com poliquimioterapia para multibacilar por 12 meses. Após três meses do término do tratamento, surgiram pápulas e nódulos eritemato-edematosos nos braços e pernas, acompanhados de febre e mialgia. Trata-se de
Lactente de 2 meses com história de ruído inspiratório de início aos 20 dias de idade após quadro de infecção viral. A mãe refere que o quadro piora com o choro e quando a criança se agita. Ao exame físico apresenta estridor inspiratório, bom estado geral, eutrófica. Qual o diagnóstico dessa criança?
É causa de Hipernatremia:
Compartilhar