Questões na prática

Clínica Médica

Hematologia

São características clínico-laboratoriais do 2° estádio da anemia ferropriva:

A
ferritina baixa, volume corpuscular médio (VCM) normal, protoporfirina eritrocitária livre (PEL) alta, hemoglobina (Hgb) normal, anisocitose.
B
VCM baixo, red blood cell distribution width (rdw) normal, Hgb normal, hipocromia, capacidade de ligação do ferro (CLF) normal.
C
normocitose, hemoglobina corpuscular média (HCM) normal, CLF alto, Hgb normal, palmas das mãos coradas.
D
ferritina baixa, VCM diminuído, CLF alto, RDW baixo, palidez cutânea.
E
VCM normal, PEL normal, Hgb normal, anisocitose, irriabilidade.
Mulher, 23 anos, vem pela manhã à Unidade de Saúde da Família para realizar o exame citopatológico de colo uterino. O médico observa que na sala de espera a paciente apresenta risos imotivados, tosse, letargia, conversa com todos os presentes, com fala lentificada, está comendo a segunda barra de chocolate. Durante a consulta, constata hiperemia conjuntival, taquicardia, xerostomia, midríase, temperatura de 35,4°C. Registros de prontuário anterior apontam um irmão esquizofrênico. Mantida para observação, apresentou franca normalização dos sinais vitais e comportamentais, bem como recuperação da crítica. Considerando síndromes correlatas ao uso de drogas como hipótese diagnóstica, o diagnóstico e conduta são:
Paciente sexo feminino, 27 anos, agricultora. Há 4 dias apresentou perda de força muscular de caráter ascendente com evolução para tetraparesia flácida. Dois dias após apresentou um episódio de crise convulsiva tônico-clônica generalizada. Foi medicada com fenobarbital (1 ampola IM), evoluindo com urina escura e tetraplegia. Ao exame, hipotonia generalizada, reflexos profundos ausentes e sensibilidade normal. História pregressa de 2 internamentos por dor abdominal de origem desconhecida e um episódio de distúrbio psiquiátrico. Qual o diagnóstico provável dessa paciente?
Sobre as hemorragias digestivas baixas (HDB), assinale o item ERRADO.
Paciente de 70 anos, portador de litíase biliar, apresenta dor abdominal, febre e icterícia. Ao exame, encontrava-se confuso e hipotenso. Os exames bioquímicos revelaram leucocitose com desvio à esquerda, elevação de bilirrubinas, fosfatase alcalina, gama-glutamiltranferase e de transaminases. O ultrassom demonstrou dilatação de vias biliares intra e extra-hepáticas. A melhor opção terapêutica neste caso é:
Compartilhar