Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Otorrinolaringologia

São considerados fatores de risco para osteoporose:

A
Raça branca, tabagismo, ingestão excessiva de cafeína.
B
Deficiência de fósforo, hipogonadismo, sexo masculino.
C
Menopausa precoce, idade acima de 50 anos, baixa estatura.
D
Ingestão excessiva de álcool, sexo feminino, raça negra.
Mulher de 31 anos de idade iniciou quadro de febre, perda de peso, fadiga e feridas na boca. Apareceram dores no joelho, tornozelo e cotovelo. Edema palpebral e de tornozelos. Ao exame físico: mucosas descoradas +/4+, alopécia, lesão na face eritematopapulosa, linfoadenopatia generalizada e edema de membros inferiores (+/4+). Foi internada no HCTO e os resultados de exames complementares foram os seguintes: hemograma com anemia, leucopenia e linfopenia, FAN, anti-dsDNA e anti SM positivos, EAS com proteinúria, cilindros hialinos e granulosos. Proteinúria de 4,5 g/24 horas. A paciente desenvolveu um quadro clínico de acidente vascular cerebral. Baseado na hipótese diagnóstica mais provável, qual das afirmações está INCORRETA?
Dadas afirmativas que seguem: I- Sintomas como cefaleia, vômitos, convulsões, perda de consciência e ptose palpebral são alguns sintomas de um possível aneurisma cerebral. II- Aterotrombose e aterosclerose na artéria carótida externa podem levar a um acidente vascular encefálico (ou acidente vascular cerebral). III- A retina funcionalmente está dividida em nove camadas sendo uma delas composta por corpos celulares de neurônio unipolares. IV- O estrabismo é um “desbalanceamento” existente na inervação responsável pela motricidade dos músculos extrínsecos dos olhos, podendo a causa deste problema ser genética. V- A criança que nasce com glaucoma ou que desenvolve o glaucoma nos primeiros anos de vida, geralmente apresenta sintomas característicos, como olhos embaçados, sensibilidade à luz, lacrimejamento excessivo, globo ocular aumentado e córnea grande e opaca. Está(ão) correta(s)
São complicações de tireoidectomia, exceto:
Todas as cardiopatias congênitas abaixo podem ser classificadas como cardiopatias cianóticas, EXCETO:
Compartilhar