Questões na prática

Clínica Médica

Hematologia

Paciente de 18 anos, admitida no serviço de emergência com hematócrito de 18%, VCM 114 fl, reticulócitos 18%, leucócitos 9.800/mm³ e plaquetas 220.000/mm³. No sangue periférico, existem microesferócitos. O diagnóstico mais provável e o teste confirmatório são:

A
Anemia megaloblástica e dosagem de vitamina B12.
B
Anemia hemolítica autoimune e teste de Coombs direto.
C
Hiperesplenismo e ultrassonografia do abdome.
D
Anemia hemolítica e teste de Coombs indireto.
E
Anemia megaloblástica e dosagem de homocisteína e ácido metilmalônico.
Um paciente de 60 anos é submetido a uma cistectomia radical, com linfadenectomia pélvica difícil, sangramento intraoperatório e necessidade de transfusão de quatro unidades de concentrado de hemáceas. Cinco horas após, o cirurgião é chamado ao centro de recuperação, devido a sangramento importante pelo dreno e pela incisão. Os exames revelam tempo de protrombina, tempo de tromboplastina parcial e de sangramento normais. Os produtos de degradação da fibrina não estão elevados, o fibrinogênio sérico está diminuído, e a contagem de plaquetas é de 65.000/mm³. Provável causa desse sangramento:
Na avaliação pré-operatória de um paciente com IRC terminal atendido para realizar transplante renal, há contra-indicação para o transplante quando ocorre:
Durante uma ultra-sonografia abdominal, foi detectado, em uma paciente de 45 anos, assintomática, um pólipo de vesícula biliar de 5 mm, sem cálculo biliar associado. Em relação a esse caso, o procedimento correto é a:
As características da convulsão febril são:
Compartilhar