Questões na prática

Clínica Médica

Hematologia

Paciente de 18 anos, admitida no serviço de emergência com hematócrito de 18%, VCM 114 fl, reticulócitos 18%, leucócitos 9.800/mm³ e plaquetas 220.000/mm³. No sangue periférico, existem microesferócitos. O diagnóstico mais provável e o teste confirmatório são:

A
Anemia megaloblástica e dosagem de vitamina B12.
B
Anemia hemolítica autoimune e teste de Coombs direto.
C
Hiperesplenismo e ultrassonografia do abdome.
D
Anemia hemolítica e teste de Coombs indireto.
E
Anemia megaloblástica e dosagem de homocisteína e ácido metilmalônico.
De acordo com o Calendário Básico de Vacinação do Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde, assinale a alternativa que mostra que o número de doses que uma criança hígida com 9 meses de idade deve ter recebido das vacinas: Tretavalente, Rotavírus e Tríplice viral.
Beatriz, 12 anos, teve menarca há cerca de 1 ano, com ciclos regulares. Neste ciclo vem apresentando dor pélvica inespecífica. Ao ultrassom, apresenta imagem esférica em topografia anexial direita, bem delimitada e circunscrita, de ecogenicidade heterogênea, com aspecto floculado e áreas hiperrefringentes em seu interior. O mais provável é:
Qual das manifestações abaixo não está relacionada à insuficiência suprarrenal aguda?
Um paciente com 82 anos de idade, masculino, em bom estado geral, vem ao serviço de emergência com quadro de sangramento retal. O exame proctológico mostra massa de 2 cm de diâmetro na parede posterior do reto, 2 cm acima da linha pectínea. A massa é exofítica e móvel sobre os tecidos subjacentes. A biópsia revela adenocarcinoma bem diferenciado. A ultrassonografia mostra tratar-se de lesão tipo T1. Qual é o tratamento recomendado?
Compartilhar