Questões na prática

Clínica Médica

Gastroenterologia

Cardiologia

São fatores de risco para o desenvolvimento da doença arterial coronariana, EXCETO:

A
níveis séricos muito reduzidos de fibrinogênio.
B
hiper-homocisteinemia.
C
níveis de colesterol HDL inferiores a 40 mg/dL.
D
infecção por Helicobacter pylori.
Leila, 39 anos, notou aumento da mama, com endurecimento focal, calor e rubor há 4 meses. Automedicou- se com pomadas, sem melhora. Há 2 semanas surgiram febre e ulceração em mama, com saída de secreção purulenta. A mamografia revela “ classificação de Bi- rads IV ’’. A conduta é:
Leila, 39 anos, notou aumento da mama com endurecimento focal, calor e rubor há 4 meses. Automedicou-se com pomadas, sem melhora. Há 2 semanas surgiram febre e ulceração em mama, com saída de secreção purulenta. A mamografia revela “classificação de Bi-rads 4’’. Cybele amiga de Leila tem 45 anos e apresenta sangramento uterino anormal. Aproveita a consulta para mostrar o resultado do seu preventivo, cujo laudo foi AGUS (Atipias em Células Glandulares de Significado Indeterminado) com processo inflamatório. A conduta é fazer:
Gestante é submetida a teste oral de tolerância à glicose de 100 g. Os resultados que confirmam a presença de diabetes mellitus gestacional, respectivamente, para o jejum, 1, 2 e 3 horas, em mg/dl, são:
Um paciente do sexo masculino, de 17 anos de idade, é internado por quadro agudo de disenteria, com depleção do espaço extracelular. Durante a internação, evoluiu com queda do estado geral, febre (temperatura axilar maior que 38°C) e petéquias em tronco e membros. Os exames complementares revelaram anemia hemolítica, trombocitopenia, insuficiência renal aguda e disfunção neurológica. O diagnóstico mais provável é:
Compartilhar