Questões na prática

Cirurgia

Cirurgia Pediátrica

São os três tipos mais frequentes, em ordem decrescente, de atresias do esôfago:

A
atresia com fístula traqueoesofágica distal, atresia sem fístula, atresia com fístula traqueoesofágica proximal.
B
atresia com fístula traqueoesofágica distal, atresia com fístula traqueoesofágica proximal, atresia com fístula traqueoesofágica distal e proximal.
C
atresia com fístula traqueoesofágica distal, atresia sem fístula, atresia com fístula traqueoesofágica distal e proximal.
D
atresia com fístula traqueoesofágica proximal, atresia sem fístula, atresia com fístula traqueoesofágica distal.
E
atresia com fístula traqueoesofágica proximal, atresia sem fístula, atresia com fístula traqueoesofágica distal e proximal.
Os marcadores séricos tumorais, como a alfafetoproteina e o antígeno carcinoembrionário são cada vez mais usados na propedêutica da massas neoplásticas. De modo geral, ainda que não sejam usados no diagnóstico inaugural, seu uso atinge a que objetivo?
Durante anestesia em paciente hipertenso e obeso, a ocorrência da supradesnivelamento de 2 mm persistente do segmento ST no ECG sugere:
Geralmente as necessidades calóricas de uma paciente submetida à suporte nutricional são calculadas de acordo com:
Paciente com neoplasia pulmonar do tipo carcinoma epidermoide visto na broncofibroscopia em brônquio intermediário, apresenta no estadiamento por mediastinoscopia linfonodos comprometidos paratraqueais bilaterais. O melhor tratamento é:
Compartilhar