Questões na prática

Pediatria

Neonatologia

Neuropediatria

Doenças Respiratórias

São repercussões respiratórias da asfixia perinatal as seguintes entidades:

A
Apneia e síndrome da hipertensão pulmonar persistente.
B
Doença das membranas hialinas, hipotensão e bradicardia.
C
Síndrome de aspiração meconial, enterocolite necrotizante.
D
Síndrome da secreção inapropriada do hormônio antidiurético, hipoglicemia.
E
Síndrome de aspiração meconial, hipotensão e bradicardia.
Marta tem 25 anos, é estudante de direito, vem apresentando há, mais ou menos, dois meses dispneia e medo de morrer, sensação que dura em média 15 minutos, diariamente. Às vezes, pensa que vai enlouquecer. Refere que em alguns locais tem mais medo do que em outros. O diagnóstico mais provável para Marta é:
Criança de 7 dias de vida, nascida em domicílio com auxílio de parteira, é trazida ao hospital com tumefação em região inguinal direita. O exame clínico mostra uma hérnia inguinal direita facilmente redutível, sem sinais flogísticos e sem criptoquirdia concomitante. Pode-se afirmar:
Paciente politraumatizado apresenta na avaliação primária taquicardia, sem hipotensão. Podemos afirmar que:
Paciente dá entrada na UTI com quadro de dor abdominal intensa, irradiada para o dorso e síncope. Paciente apresenta-se hipertenso, taquicardico e pálido. À palpação abdominal há massa pulsátil evidente. Frente aos sinais clínicos podemos afirmar:
Compartilhar