Questões na prática

Clínica Médica

Gastroenterologia

Sobre a Doença de Refluxo Gastroesofágico (DRGE) é correto afirmar que:

A
A presença de hérnia hiatal por deslizamento é essencial na fisiopatologia da DRGE.
B
Todos os pacientes que apresentam DRGE com esofagite erosiva têm indicação de tratamento cirúrgico com válvula antirrefluxo.
C
Pacientes que apresentam DRGE na forma não erosiva podem fazer uso de inibidores da bomba de prótons somente nos períodos em que apresentam sintomas (tratamento sob demanda).
D
Pacientes portadores de DRGE na forma não erosiva quando não tratados corretamente têm alta probabilidade de evoluir com esofagite erosiva, metaplasia de Barrett e tumor de esôfago.
Em relação às esplenectomias, são feitas as observações abaixo: I. O abscesso subfrênico esquerdo é a complicação intra-abdominal mais comum pós-esplenectomia; II. A fístula pancreática pós-esplenectomia é decorrente, na maioria das vezes, de lesões ocorridas na cauda do pâncreas e são mais frequentes que as fístulas gástricas; III. O principal mecanismo para o aparecimento das fístulas gástricas pós-esplenectomia é a inclusão da parede gástrica no momento da ligadura dos vasos curtos; IV. A trombose das grandes veias esplâncnicas ligadas ao sistema porta é uma das complicações com maior potencial de mortalidade. Dessas observações, podemos afirmar que:
Qual das drogas abaixo é um opiáceo com particularidades especiais, pois além da ação sobre os receptores mi, kappa e delta, tem ação inibitória da captação de noradrenalina e serotonina, que potencializa a ação opiácea? Pode ser prescrita por via oral, subcutânea, intravenosa e retal.
Qual das opções abaixo deve ser adotada para a profilaxia da infecção cirúrgica para uma gastrectomia parcial eletiva. Levando-se em consideração o antimicrobiano, a dose padrão e o intervalo para a repetição intra-operatória, em condições normais.
Os agentes etiológicos que mais frequentemente causam sinusite bacteriana aguda em crianças e adolescentes são
Compartilhar