Questões na prática

Clínica Médica

Gastroenterologia

Sobre as úlceras pépticas é CORRETO afirmar:

A
a incidência de úlcera péptica tem aumentado nos últimos 10 anos.
B
pacientes idosos estão mais sujeitos a complicações.
C
houve uma redução na incidência de complicações com a introdução dos inibidores da bomba de prótons.
D
houve um aumento na mortalidade devido à indução de cepas resistentes do H. pilory pelo tratamento antibiótico indiscriminado.
E
diminuiu a incidência de úlcera gástrica e aumentou a de úlcera duodenal.
Homem de 78 anos de idade em consulta de avaliação pré-operatória para estratificação do risco de complicações cardiológicas, referentes a uma cirurgia de retirada de um carcinoma espinocelular de face, com anestesia local. É portador de insuficiência cardíaca compensada e diabetes, também compensado. Ao exame clínico: íctus desviado para esquerda, sem outras alterações. O eletrocardiograma mostra alterações difusas da repolarização ventricular, a radiografia de tórax e os exames laboratoriais estão todos normais. Neste momento a conduta adequada é:
Mulher branca, com 34 anos de idade, procura ambulatório do SUS com queixa de fraqueza e palidez há três meses, chegando a desmaiar por duas vezes, alterações do apetite e no sono. Ao exame físico, apresentava mucosas descoradas e edema de membros inferiores até os joelhos. Os exames laboratoriais revelaram anemia normocrômica mormocítica, série branca normal e plaquetas normais. A creatinina era 1,7 mg %, ureia de 78 mg%, T4 livre e TSH normais, eletroforese de proteínas plasmáticas com albumina baixa e pico monoclonal na região da gama globulina. A proteinúria de 24 horas apresentou grade de cadeias leves de imunoglobulinas do tipo Kappa. Na elucidação diagnóstica do caso é fundamental pedir:
Trombofilia é um estado adquirido ou hereditário, que altera os mecanismos normais de hemostasia, predispondo o indivíduo à ocorrência de trombose venosa ou arterial. Qual alternativa abaixo contém apenas exames que podem ser solicitados na investigação das trombofilias, na vigência da trombose ou em anticoagulação, sem sofrer interferência na acurácia dos resultados?
Mulher de 65 anos de idade, obesa, sem cirurgias abdominais prévias, com passado de cólica sabidamente biliar, apresenta quadro de dor abdominal timpanismo difuso. O RX simples de abdome mostra distensão de alças do intestino delgado, com ausência de ar nos cólons e presença de aerobilia. O diagnóstico provável desta paciente é:
Compartilhar