Questões na prática

Pediatria

Neonatologia

Doenças Respiratórias

Sobre distúrbios respiratórios do período neonatal, está INCORRETO afirmar que:

A
o quadro clínico da doença respiratória neonatal é o mesmo, independentemente da etiologia. Para diagnóstico etiológico correto, são necessários história da gestação e do parto, dados do nascimento do recém-nascido (RN) e exame radiológico do tórax.
B
o achado radiológico típico de doença da membrana hialina consiste na presença de micronodulações em padrão de vidro moído, disseminadas pelos pulmões e broncograma aéreo.
C
o surfactante tem sido usado no tratamento de doença da membrana hialina. Quanto mais precoce for o uso do surfactante exógeno, melhor será a resposta.
D
a taquipneia transitória do RN diferencia-se da doença da membrana hialina por iniciar logo após o nascimento e pela necessidade de oxigênio inspirado não ultrapassar a 50%.
E
a gasometria arterial é importante para auxílio no diagnóstico da síndrome de aspiração de mecônio, pois a hipoxemia e a acidose graves indicam hipertensão pulmonar.
Mulher de 56 anos, no 4º PO de herniorrafia incisional mediana infraumbilical (pós-operatório tardio de histerectomia), assintomática, apresentou níveis laboratoriais de sódio sérico de 120 mEq/l e potássio sérico de 3,8 mEq/l. A conduta deve ser:
Todas as alternativas abaixo estão relacionadas com risco de morte para os pacientes portadores de asma, exceto:
Em relação à hipoglicemia neonatal, assinale a alternativa incorreta.
Paciente de 39 anos, do sexo feminino, em um intervalo de cinco meses apresenta o segundo episódio de vertigem. Sem zumbido ou hipoacusia, sem história de trauma craniano, e acompanhada por náuseas, a vertigem tem curta duração e acontece quando a paciente olha para cima ou rola na cama. No exame físico, a manobra de Dix Hallpike provoca um nistagmo com menos de 30 segundos de duração, que reduz de intensidade com a repetição da manobra. O diagnóstico MAIS PROVÁVEL é:
Compartilhar