Questões na prática

Clínica Médica

Gastroenterologia

Endocrinologia

Infectologia

Sobre o tratamento clínico da diverticulite aguda, assinale a alternativa INCORRETA.

A
Dieta rica em fibras é recomendada.
B
Sonda nasogástrica em geral não é necessária.
C
Pacientes com diverticulite leve podem ser tratados ambulatorialmente com antibióticos orais.
D
Nas diverticulites agudas graves, os antibióticos mais empregados são as cefalosporinas ou a combinação de aminoglicosídeos com anaerobicidas.
E
Persistência de febre elevada sugere complicação, como formação de abscesso.
Sobre parada cardiocirculatória pediátrica, analise as afirmativas. I - Diante de dois socorristas, o ritmo de reanimação (ventilações/compressões torácicas) deve ser de 5 ventilações: 15 compressões torácicas. II - A principal causa de parada cardiocirculatória em pediatria é a hipóxia e o ritmo de parada principal é em assistolia. III - Hipercalemia é uma das causas de fibrilação ventricular. Está CORRETO o que se afirma em:
Os esteroides anabolizantes vêm sendo utilizados frequentemente pelos praticantes de esporte. Entre os efeitos adversos mais temíveis, estão os relacionados com:
Escolar de sete anos é levado ao ambulatório por apresentar dor à deglutição, lacrimejamento e sensação de corpo estranho em olho direito. Exame físico: hiperemia de orofaringe, hiperemia conjuntival direita e linfadenopatia auricular direita. O quadro clínico apresentado sugere:
Paciente de 44 anos chega ao PS com história de ereção peniana dolorosa e persistente há 6 horas, iniciada após relação sexual com uso de injeção intracavernosa. Realizada análise do sangue cavernoso que evidenciou: pH: 7,1 / pO2: 20 mmHg / pCO2; 70 mmHg. Qual deve ser o próximo passo?
Compartilhar