Questões na prática

Clínica Médica

Infectologia

Neurologia

Sobre o tratamento das Parasitoses Intestinais, é incorreto afirmar:

A
O albendazol, diferente do mebendazol, também é larvicida. A sua dose é de 400 mg/dia, independente do peso da criança.
B
A ivermectina causa paralisia tônica na musculatura do verme adulto.
C
O secnidazol inibe a síntese do DNA e é utilizado tanto para amebíase como giardíase sintomática.
D
O tiabendazol e a ivermectina são as drogas de escolha do tratamento da estrongiloidíase, embora o albendazol, por três dias, também seja usado com menor eficácia.
E
Na obstrução intestinal por ascaris, deve-se usar como droga de escolha o albendazol, e não o mebendazol, pois é importante que não ocorra paralisia flácida do verme.
Entende-se por “ÍLEO BILIAR”:
Paciente vítima de trauma contuso abdominal, deu entrada na sala de emergência pelo SAMU – Suporte Básico de Vida – com F.C.: 130 bpm, P.A.: 100 x 60 mmHg, F.R.: 20 ipm. A equipe de atendimento pré-hospitalar informa que foram pegos dois acessos venosos periféricos e infundido 1 000 mL de SRL durante o deslocamento. Durante o atendimento intra-hospitalar foram infundidos mais 1 000 mL da mesma solução cristalóide aquecidos a 39 ºC. Na reavaliação da etapa de reanimação, paciente apresentou F.C.: 140 bpm, P.A.: 90 x 40 mmHg, F.R.: 24 ipm. Pode-se afirmar que:
Homem, 60 anos, diabete melito tipo 2, hipertenso de longa duração, fumante com baixa adesão ao tratamento anti-hipertensivo . É atendido na emergência com PA = 250 x 150 mmHg, cefaleia intensa, visão borrada, vômitos e crise convulsiva. Fundo de olho evidencia edema de papila. Em relação ao diagnóstico e conduta, é correto afirmar que se trata de
Em Recém-Nascido (RN) a termo, o que caracteriza a icterícia fisiológica?
Compartilhar