Questões na prática

Clínica Médica

Infectologia

Neurologia

Sobre o tratamento das Parasitoses Intestinais, é incorreto afirmar:

A
O albendazol, diferente do mebendazol, também é larvicida. A sua dose é de 400 mg/dia, independente do peso da criança.
B
A ivermectina causa paralisia tônica na musculatura do verme adulto.
C
O secnidazol inibe a síntese do DNA e é utilizado tanto para amebíase como giardíase sintomática.
D
O tiabendazol e a ivermectina são as drogas de escolha do tratamento da estrongiloidíase, embora o albendazol, por três dias, também seja usado com menor eficácia.
E
Na obstrução intestinal por ascaris, deve-se usar como droga de escolha o albendazol, e não o mebendazol, pois é importante que não ocorra paralisia flácida do verme.
Um paciente de 48 anos tem diagnóstico de cirrose hepática por vírus B e está na fila de transplante hepático. Vem tendo hematêmese há 2 dias. Realizou endoscopia digestiva alta há 24 horas, que mostrou varizes esofágicas de grosso calibre. Não foi possível parar o sangramento com esclerose ou ligadura. Logo após a endoscopia, foi passado balão esofágico, para controle do sangramento. Foi introduzida terlipressina. Após 24 horas, foi retirado o balão e feita nova endoscopia, mas não houve sucesso no controle da hemorragia das varizes. Melhor conduta neste momento:
Homem, 78 anos de idade, com confusão mental e alteração da memória há 6 meses. Apresenta períodos de lucidez que duram alguns dias, com episódios de desorientação de início agudo. Nos últimos 3 meses teve alucinações visuais bem estruturadas (chega a ver animais na árvore). Teve algumas quedas, com fratura do punho. Ao exame físico: leve tremor na mão esquerda e rigidez nos braços. Há 3 semanas, passou em consulta, recebendo haloperidol, e evoluiu com rebaixamento da consciência e internação. Qual é o diagnóstico provável?
Marque a alternativa CORRETA:
Em qual grupo a prevalência de aneurisma da aorta abdominal é maior?
Compartilhar