Questões na prática

Clínica Médica

Pneumologia

Dermatologia

Você vai visitar em casa Sr. José de 94 anos. Ele vem apresentando tosse e emagrecimento há 1 mês. É hipertenso e está em uso regular de captopril com bom controle pressórico. Tabagista há 10 anos de meio maço/dia. Seus últimos exames de sangue demonstram uma elevação da creatinina sérica para 2,0mg/dl (valor máximo = 1,4). Seu exame clínico não apresenta anormalidades. I- Você solicita raio-x de tórax e pesquisa de BAAR no escarro e PPD, para investigar uma provável tuberculose; II- Avalia se a tosse pode ser pelo uso do I-ECA e o substitui por outra classe de anti-hipertensivo; III- No diagnóstico diferencial com tuberculose, suspeita de pneumonia, paracoccicidioidomicose e carcinoma pulmonar; IV- Solicita avaliação da depuração da creatinina. Estão corretas as afirmativas:

A
Apenas I e II.
B
Apenas I e III.
C
Apenas I e IV.
D
I, II e III.
E
Todas as afirmativas.
Paciente feminina, 46 anos, inicia em casa com diarreia e evolui para confusão mental. É trazida ao pronto-socorro. Está confusa (Glasgow = 14), febril (39ºC), FC = 148 bpm, PA = 80/40. É ressuscitada com volume e vasopressores. Cateter de artéria pulmonar antes do volume e vasopressores com PVC = 8, PAP = 28, PAPO = 12, DC = 9,8, IC = 4,9, IRVS = 600. (DC = débito cardíaco, IC = índice cardíaco, IRVS = índice de resistência vascular sistêmica, PVC = pressão venosa central, PAPO = pressão da artéria pulmonar ocluída, PAP = pressão média da artéria pulmonar) O diagnóstico diferencial do choque inclui:
Em pacientes recebendo suporte renal com diálise na UTI, assinale a alternativa INCORRETA.
Os nódulos pulmonares solitários:
A bexiga hiperativa é caracterizada por urgência miccional, com ou sem incontinência de urgência e associada ao aumento da frequência miccional, podendo ser primária (idiopática) ou secundária. São causas conhecidas de bexiga hiperativa:
Compartilhar