Questões na prática

Clínica Médica

Pneumologia

Sr. José manteve o quadro de tosse sem expectoração e emagrecimento, apesar de ter seguido suas orientações. Seu raio-x evidenciou um pequeno derrame pleural à direita. A pesquisa de BAAR no escarro foi negativa e o PPD não reator. A família traz, então, o resultado da cultura de escarro pedida pelo Centro de Referência para onde o encaminhou. A cultura foi positiva para M.tuberculosis. Foi-lhe prescrito o esquema I. Você, enquanto médico desta família, orienta-os a:

A
Vacinar a bisneta de Sr. José de 05 meses que não apresenta cicatriz de vacina BCG, apesar de ter recebido a dose ao nascer.
B
Explica que o Sr. José deverá fazer uso de três drogas - Rifampicina, Hidrazina, Etambutol - por um período de 6 meses.
C
Pede exames para familiares para investigar outros possíveis casos na família raio-x de tórax, pesquisa de BAAR no escarro PPD e cultura de escarro.
D
Indica a quimioprofilaxia para a esposa de Sr. José, D. Ana,de 90 anos e em tratamento para neoplasia de mama e cujo teste tuberculínico foi forte reator.
E
A quimioprofilaxia deve ser feita com hidrazida por três meses.
Lactente de 3 meses, durante a consulta de puericultura, traz as mãos para a linha média, junta-as e brinca com elas. Essa característica do desenvolvimento só é possível graças a que aquisições?
Estado geral de paciente, sexo masculino, 42 anos, admitido na UTI séptico, no pós-operatório de esofagectomia, evoluia satisfatoriamente até que, há dois dias, o paciente passou a apresentar alteração do estado geral, febre e leucocitose. Qual a substância cuja dosagem sérica, ainda que de forma indireta, pode avaliar o envolvimento da interleucina 6 nesse quadro?
A galactosemia é um erro inato do metabolismo da galactose e suas principais manifestações clínicas são baixo ganho ponderal, icterícia colestática, hepatomegalia, retardo mental, catarata e aumento da susceptibilidade a infecções principalmente por E. coli. Neste erro inato do metabolismo a conduta dietética considerada a mais adequada é:
A Persistência do Canal Arterial é mais comum em mulheres e está associada à Síndrome da Rubéola Congênita. São manifestações clínicas comuns desse quadro, EXCETO:
Compartilhar