Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Obstetrícia

Tereza, 19 anos, primigesta, inicia pré-natal na 25ª semana de gestação. Faz exames: grupo sanguíneo O Rh negativo, Du negativo, Coombs indireto: 1:16. Relata febre, astenia e discreto exantema generalizado em torno da 10ª semana de gestação, que involuíram espontaneamente. Não procurou atendimento médico à época. Como Tereza iniciou o pré-natal tardiamente, perdeu-se a oportunidade de realizar ultrassonografia transvaginal para avaliação de marcadores não invasivos biofísicos de doenças cromossomiais do feto. Com 35 semanas de gravidez procura o médico com cefaleia escotomas e PA 150x100 mmHg. A melhor conduta é fazer sulfato de magnésio é:

A
aguardar o trabalho de parto espontâneo, de acordo com a vitalidade fetal
B
corticoterapia e cesárea após 24 horas, de acordo com as condições obstétricas.
C
aguardar o trabalho de parto espontâneo, de acordo com a ultrassonografia
D
indução do parto ou cesárea, de acordo com as condições maternas
Sobre as cardiopatias congênitas é possível afirmar: I - Na comunicação interatrial ocorre shunt esquerda-direita II - A comunicação interventricular gera cianose grave. III - Na persistência do ducto arterioso o tratamento cirúrgico no prematuro está indicado apenas na falha ou contra-indicação para o tratamento farmacológico. Estão corretas:
Em relação à hiperplasia prostática benigna, marque a alternativa INCORRETA:
Assinale a correta:
Lactente com suspeita de PCR pós aspiração de corpo estranho, deve-se inicialmente:
Compartilhar