Questões na prática

Pediatria

Neonatologia

Tereza, 19 anos, primigesta, inicia pré-natal na 25ª semana de gestação. Faz exames: grupo sanguíneo O Rh negativo, Du negativo, Coombs indireto: 1:16. Relata febre, astenia e discreto exantema generalizado em torno da 10ª semana de gestação, que involuíram espontaneamente. Não procurou atendimento médico à época. Newton apresenta icterícia com 6 horas de vida. Bilirrubinas totais 23 mg/dL e indireta 22,3 mg/dL. Uma hora depois, realiza-se exsanguineotransfusão total através de cateterismo venoso umbilical. Este procedimento é realizado para evitar:

A
hidropsia por hipoalbuminemia resultante de proteinúria
B
esteatose e colestase tardias
C
sensibilização do recém-nato
D
anemia grave e neurotoxidade da hiperbilirrubinemia
Mulher de 55 anos procura atendimento de urgência devido a desconforto precordial súbito iniciado há cerca de três horas. O eletrocardiograma mostra supradesnivelamento do segmento ST na parede anterior, com ondas T invertidas e profundas. Há discreto aumento de troponina. A arteriografia das coronárias realizada de urgência não revelou lesões obstrutivas na macrocirculação epicárdica. O ecocardiograma revelou disfunção predominantemente apical do ventrículo esquerdo. Não havia história de cardiopatia prévia. Sabia ser diabética há cinco anos e estava em uso de sitagliptina (inibidor da dipeptidil peptiase-4) e dieta. Familiares relataram que a paciente havia tido sério desentendimento com uma filha na manhã daquele dia. Tratada sintomaticamente, seu quadro clínico e laboratorial retornou ao normal em poucos dias. Este quadro é indicativo de:
Um dos itens abaixo NÃO corresponde a sinais de alerta para possível Dengue grave. Qual?
Paciente, sexo feminino, 47 anos, há 4 meses usando dapsona, clofazimina e rifampicina. Há 4 dias, refere piora das três lesões de pele no abdome e braço direito (hiperemiadas e bordas elevadas). A palpação da goteira epitrocleana direita é muito dolorosa. Qual a conduta mais adequada?
Homem de 55 anos procura um cirurgião com história de duas cirurgias prévias para tratar uma hérnia inguinal à direita. Ao exame da região inguinal, evidencia-se hérnia não redutível abaixo do ligamento inguinal. A técnica que está melhor indicada para este caso é:
Compartilhar