Questões na prática

Pediatria

Pediatria Geral

Tereza, 19 anos, primigesta, inicia pré-natal na 25ª semana de gestação. Faz exames: grupo sanguíneo O Rh negativo, Du negativo, Coombs indireto: 1:16. Relata febre, astenia e discreto exantema generalizado em torno da 10ª semana de gestação, que involuíram espontaneamente. Não procurou atendimento médico à época. Tereza e seu marido (35 anos) gostariam de receber a vacina contra rubéola da Campanha Nacional de Vacinação e devem ser informados que:

A
ela tem contraindicação devido à amamentação
B
ela já está imunizada, mas ele deverá receber vacina
C
ela deverá receber vacina
D
o marido está fora da faixa etária da campanha
Em relação à reanimação neonatal na sala de parto, identifique as afirmativas abaixo como verdadeiras (V) ou falsas (F). ( ) Na ausência de líquido amniótico meconial, um recém-nascido com 35 semanas de idade gestacional, que apresente ao nascimento choro forte e bom tônus muscular, não necessita ser submetido aos passos iniciais da reanimação neonatal, bastando manter suas vias aéreas pérvias e prover calor, colocando-o sobre o tórax e/ou abdome materno. ( ) Diante da presença de líquido amniótico meconial fluido ou espesso, recomenda-se que o obstetra aspire boca, faringe e narinas, com sonda de aspiração traqueal nº 8 ou nº 10, assim que haja o desprendimento do polo cefálico. ( ) Para a ventilação com pressão positiva, pode-se utilizar um balão autoinflável, um respirador manual ou um balão anestésico, tendo como interfaces a máscara ou a cânula traqueal e, eventualmente, a máscara laríngea. ( ) A intubação traqueal é indicada se houver necessidade de realizar massagem cardíaca e/ou de administração de adrenalina. ( ) Caso não haja resposta à administração traqueal de adrenalina, ou diante da necessidade de utilizar expansores de volume, bicarbonato ou naloxona, a via preferencial para administração de medicações na sala de parto é a veia umbilical. Assinale a alternativa que apresenta a sequência correta, de cima para baixo.
Paciente de 23 anos, do sexo feminino apresenta quadro de dor na região sacrococcígea, de inicio súbito, com abaulamento local e drenagem de secreção purulenta por orifícios presentes na linha interglútea. Após exame físico, o diagnóstico foi de cisto pilonidal infectado. Esta doença:
Em uma criança de 6 anos, um teste PPD (reação de Mantoux) com induração > 15 mm indica:
Quanto à fisiopatologia da doença de Paget, Podemos afirmar que:
Compartilhar