Questões na prática

Clínica Médica

Pediatria

Endocrinologia

Infectologia

Pneumologia

Dermatologia

Neonatologia

Doenças Respiratórias

Dermatologia

Um chefe de família recebe diagnóstico de tuberculose pulmonar e inicia o tratamento preconizado. A esposa, puérpera, apresenta quadro clínico e radiológico compatível com tuberculose pulmonar. O casal tem um filho de 5 dias de vida, nascido a termo, parto normal, pesando 3.240g, Apgar 9 e 10, que recebeu a vacina BCG. Qual a conduta diante do recém-nascido para protegê-lo das formas graves de tuberculose?

A
Fazer radiografia de tórax do recém-nascido, na presença de qualquer alteração rediológica iniciar o tratamento preconizado para tuberculose com rifampicina, isoniazida e pirazinamida por 6 meses e só depois vaciná-lo com BCG; se radiografia for normal, vacinar com BCG e fazer acompanhamento clínico.
B
Quimioprofilaxia com isoniazida por 3 meses e, após esse período, fazer a prova tuberculínica (PPD); se a criança for reatora, a quimioprofilaxia deverá ser mantida por mais 3 meses; caso contrário, interromper o uso da isoniazida e vacinar em BCG.
C
Realizar PPD; se for reator, fazer quimioprofilaxia com isoniazida por 6 meses e só após vacinar com BCG; se não for reator, vacinar o recém-nascido com BCG.
D
Fazer radiografia de tórax do recém-nascido e PPD; se exame rediológico for normal e o PPD não for reator, fazer a quimiprofilaxia com isoniazida por 3 meses e, após esse período, fazer nova prova tuberculínica; se a criança tornou-se reatora, a quimioprofilaxia deverá ser mantida por mais 3 meses; caso contrário, interromper o uso da isoniazida e vacinar com BCG. Caso RX de tórax e/ou PPD alterados, iniciar tratamento para tuberculose.
E
Fazer PPD no recém-nascido; se for reator iniciar tratamento com rifampicina, isoniazida, pirazinamida e etambutol; se não for reator, repetir o PPD em 6 meses, caso mantenha-se não reator, apenas acompanhar o recém-nascido em consultas de puericultura; se o PPD tornar-se reator iniciar o tratamento com rifampicina, isoniazida, pirazinamida e estambutol. Vacinar com BCG após término do tratamento.
Recém-nascido pré-termo, sexo masculino, nascido de cesárea eletiva. Idade gestacional 36 semanas e 5 dias, pesando 2790 g, apresentando apgar de 8 e 9 no primeiro e quinto minuto, respectivamente. Logo após o nascimento, evoluiu com tiragem intercostal, gemência e dispneia, necessitando de oxigenioterapia. Realizado raio X de tórax, com presença de líquido nas fissuras interlobares, discreto aumento da área cardíaca e hiperaeração da trama broncovascular. Em relação ao Desconforto Respiratório, é correto afirmar:
Assinale a afirmativa correta em relação à crise convulsiva febril na infância:
No paciente cirúrgico notam-se ansiedades relacionadas a: I) Dor e mutilação cirúrgicas. II) Possibilidades de cura total da doença. III) Transformações em seu corpo e em sua vida. Estão corretas as alternativas
A clínica do pneumotórax hipertensivo caracteriza-se por:
Compartilhar