Questões na prática

Clínica Médica

Cardiologia

Um distúrbio de ritmo, comum na intoxicação digitálica é a(o):

A
onda P.
B
ritmo sinusal.
C
taquicardia atrial.
D
fibrilação atrial.
E
extrassístole ventricular.
Em relação à hipocalcemia, podemos afirmar que:
Um paciente de 64 anos apresenta-se no pronto-socorro com quadro súbito de afasia e hemiplegia esquerda persistente há 2 horas. Negou cefaleia ou trauma recente. É hipertenso e dislipidêmico em tratamento. Na admissão, além do déficit neurológico, apresentava-se consciente, com PA: 150x90 mmHg. Coração com 88 bpm rítmico; sem sopros cardíacos ou carotídeos. A glicemia capilar era 90 m%. O ECG revelou ritmo sinusal com sobrecarga ventricular esquerda discreta. A conduta mais adequada a seguir é:
MRS, 28 anos, com 28 e 5/7 semanas de gestação, procura Unidade Básica de Saúde, onde faz pré-natal informando que seu parceiro está com sífilis. O obstetra solicita para a paciente VDRL (Venereal Disiases Research Laboratory) e FTA-Abs (Fluorescent Treponemal Antibody - Absorption), que vieram positivos. Por apresentar alergia documentada a penicilina gestante foi tratada com estearato de eritromicina por 15 dias. Tanto o parceiro como a paciente fizeram seguimento sorológico mantendo, após tratamento, VDRLs negativos. Com 38 e 3/7 semanas, paciente entra em trabalho de parto de dá a luz, por via de parto normal a recém-nascido pesando 3.740g, com Apgar 9 e 9, sem nenhuma alteração ao exame físico. Qual a conduta diante desse recém-nascido?
Em um paciente com paralisia de Bell, que achado não indica mau prognóstico e necessidade de tratamento agressivo?
Compartilhar