Questões na prática

Clínica Médica

Cardiologia

Pneumologia

Um enfermo com hipertensão arterial pulmonar primária, classe funcional II da NYHA, apresenta mínima redução daquela pressão após prova terapêutica aguda com adenosina endovenosa. Considerando os dados fornecidos a melhor opção terapêutica seria:

A
Nifedipina oral.
B
Bosentan oral.
C
Transplante pulmonar unilateral.
D
Epoprostenol EV
E
Transplante coração-pulmão.
Marta tem 25 anos, é estudante de direito, vem apresentando há, mais ou menos, dois meses dispneia e medo de morrer, sensação que dura em média 15 minutos, diariamente. Às vezes, pensa que vai enlouquecer. Refere que em alguns locais tem mais medo do que em outros. O diagnóstico mais provável para Marta é:
Criança de 7 dias de vida, nascida em domicílio com auxílio de parteira, é trazida ao hospital com tumefação em região inguinal direita. O exame clínico mostra uma hérnia inguinal direita facilmente redutível, sem sinais flogísticos e sem criptoquirdia concomitante. Pode-se afirmar:
Paciente politraumatizado apresenta na avaliação primária taquicardia, sem hipotensão. Podemos afirmar que:
Paciente dá entrada na UTI com quadro de dor abdominal intensa, irradiada para o dorso e síncope. Paciente apresenta-se hipertenso, taquicardico e pálido. À palpação abdominal há massa pulsátil evidente. Frente aos sinais clínicos podemos afirmar:
Compartilhar