Questões na prática

Clínica Médica

Reumatologia

Um homem de 25 anos vai ao consultório queixando-se de dor no joelho esquerdo e no hálux direito, que iniciou há uma semana e não respondeu a analgésicos adquiridos sem receita. Também se sente febril e dolorido e tem disúria e infecção ocular. Há cerca de um mês, recebeu tratamento para sífilis. Ao exame está afebril e ambos os olhos estão injetados e muito sensíveis à luz. O joelho esquerdo e a primeira articulação metatarso-falangeana direita estão edemaciados e dolorosas. Qual é seu diagnóstico?

A
Artrite gotosa
B
Síndrome de Reiter
C
Artrite infecciosa
D
Artrite reumatoide
E
Sífilis
Criança de dois anos e meio apresenta há dois dias quadro de dispneia e edema, especialmente em membros inferiores. Há duas semanas, teve quadro de resfriado comum com melhora espontânea. Ao exame, a menina está em regular estado geral, FR = 44 irpm; com presença de tiragem subcostal, FC = 148 bpm; PA = 118 x 78 mmHg. Ausculta cardíaca em ritmo de galope, com sopro sistólico em foco mitral e a ausculta respiratória com estertoração bolhosa até terço médio de ambos os pulmões. Fígado palpável a 5 cm do RCD. O diagnóstico provável e a conduta imediata são:
Em relação às síndromes vertiginosas, assinale a alternativa correta.
O tumor de Wilms pode estar presente em pacientes com síndromes genéticas. Dentre as alternativas a seguir, assinale a CORRETA:
Analise as afirmativas a seguir com relação às características do Eletrocardiograma (E.C.G.) na Febre Reumática. I. A alteração mais comum no E.C.G é o aumento do intervalo PR e não tem relação com quadro infeccioso e com o prognóstico. II. Bloqueios atrioventriculares (BAV) de primeiro e de segundo graus são achados comuns na fase aguda. III. Fibrilação atrial ocorre na fase crônica da doença. IV. Na presença de pericardite, há supradesnivelamento do segmento ST. Está correto apenas o que se afirma em
Compartilhar