Questões na prática

Clínica Médica

Gastroenterologia

Neurologia

Um homem de 42 anos, com história de pirose retroesternal e regurgitação, fez endoscopia digestiva alta que evidenciou esofagite distal, classe B de Los Angeles. O teste da urease confirmou a presença de H. pylori. Neste paciente, a erradicação do H. pylori:

A
deve ser realizada, pois, em conjunto com o tratamento clínico da doença do refluxo gastroesofágico, melhora muito os índices de remissão dos sintomas
B
deve ser realizada, pois diminui os índices de recorrência dos sintomas após a interrupção do tratamento clínico da doença do refluxo gastroesofágico
C
só deve ser realizada se houver afecção gastroduodenal que a justifique
D
não deve ser realizada
E
deve ser realizada obrigatoriamente no pré-operatório, se o paciente tiver indicação cirúrgica
Recém nascido com 18 dias de vida, apresentando distensão abdominal e vômitos biliosos persistentes, desde o nascimento. Seio materno exclusivo. Rx de abdômen evidenciou imagem da dupla bolha. O diagnostico provável, nesse caso, é:
Que composição tem a maior parte dos cálculos coraliformes?
Vários são os fatores de risco para doença cardiovascular. Assinale a alternativa que apresenta, corretamente, o fator de risco adquirido mais importante no desenvolvimento do aneurisma de aorta abdominal.
Paciente, 55 anos de idade, acompanhado no ambulatório de cirurgia do aparelho digestivo com diagnóstico de megacólon chagásico, evolui com dor de forte intensidade de início subido em perna e pé à direita, associado a frialdade, palidez e diminuição de sensibilidade em artelhos. Paciente não estava em uso de medicação que não fosse uso esporádico de laxantes e negava história de tabagismo. Realizado o diagnóstico sindrômico de oclusão arterial aguda, assinale a alternativa que apresenta, corretamente, o local mais acometido por essa complicação, nesse perfil de paciente.
Compartilhar