Questões na prática

Clínica Médica

Gastroenterologia

Neurologia

Um homem de 42 anos, com história de pirose retroesternal e regurgitação, fez endoscopia digestiva alta que evidenciou esofagite distal, classe B de Los Angeles. O teste da urease confirmou a presença de H. pylori. Neste paciente, a erradicação do H. pylori:

A
deve ser realizada, pois, em conjunto com o tratamento clínico da doença do refluxo gastroesofágico, melhora muito os índices de remissão dos sintomas
B
deve ser realizada, pois diminui os índices de recorrência dos sintomas após a interrupção do tratamento clínico da doença do refluxo gastroesofágico
C
só deve ser realizada se houver afecção gastroduodenal que a justifique
D
não deve ser realizada
E
deve ser realizada obrigatoriamente no pré-operatório, se o paciente tiver indicação cirúrgica
Criança de três anos está internado há três meses por complicações secundárias à doença inflamatória crônica intestinal e queixa-se de muita fome. Como tem fortes dores abdominais e evacua sangue frequentemente, sua nutrição tem sido à base de fórmula de aminoácidos sintéticos e nutrição parenteral parcial. Exame físico: peso: 8.500 g, estatura; 108 cm, ausência de paniculo adiposo, abdome distendido com alças visíveis sob a parede abdominal, ausculta pulmonar com murmúrio rude em todos os campos, FC: 96 bpm, sem sopros; palidez leve com ulcerações sangrantes na mucosa oral, alopecia generalizada e unhas ressecadas, que se esfarelam ao serem cortadas. Não senta sem apoio. Exames laboratorias: cálcio: 7 mg/dl, fosfato: 2,9 mg/dl, fosfatase alcalina: 130 U/Hb: 8,5 g/d, leucócitos: 4500/mm³ (0-4-0-4-7-28-53-8); gamaglutamiltransferase: 18 mg/dl, AST (TGO): 46 UI/L, ALT(TGP): 38 UI/L. A carência nutricional específica detectável pelo exame clínico e laboratorial é de:
A classificação tipo IIIA de Gustilo-Anderson para fraturas expostas da tíbia se refere à fratura exposta com:
Lactente de 18 meses de idade foi levado ao pronto-socorro com relato de ter apresentado episódio de cianose central súbita, tosse seca intensa e dispnéia progressiva enquanto assistia à televisão com a mãe e os dois irmãos.Todos estavam comendo pipoca no momento do incidente. Nega doenças ou comodidades na lactente. A radiografia de tórax solicitada pelo pediatra de plantão evidenciou imagem de hipotransparência de aspecto triangular na base do hemitórax direito. Baseado no quadro clínico e radiológico descrito, responda: qual o diagnóstico deste paciente?
A Manobra de Dix-Hallpike é utilizada na seguinte condição clínica:
Compartilhar