Questões na prática

Clínica Médica

Gastroenterologia

Nefrologia

Um homem de 52 anos de idade recorreu ao pronto-socorro de um hospital geral, queixando-se de intensa dor epigástrica com irradiação para região dorsal e vômitos que tiveram início cerca de 10 horas após o almoço. A avaliação clínica mostrou frequência cardíaca de 112 bpm, pressão arterial de 110 mmHg x 75 mmHg. Os exames cardiovasculares e respiratórios não apresentam alterações. O exame do abdome mostrou ruídos hidroaéreos normais, moderada dor na região epigástrica, ausência de hepatoesplenomegalia, ausência dos sinais de Cullen de Blumberg de Jobert de Giordano e de Torres Homem. A avaliação laboratorial mostrou 16.500 leucocitos/mm³, hematócrito de 48% no hemograma, amilase sérica - 1.520 unidades por litro (U/L) - valores de referência: 20-125 U/L - lipase sérica = 2.800 U/L (valores de referência: 20-125 U/L), transaminase pirúvica = 180 U/L (valores de referência: 10-40 U/L), cálcio sérico, albumina, trigliceridios, eletrólitos, ureia e creatinina dentro da normalidade. O eletrocardiograma convencional mostrou apenas taquicardia sinusal. Tendo em conta o caso clínico descrito no texto, as potenciais complicações clinicas que podem ocorrer no paciente incluem o(a): I- síndrome do desconforto respiratório. II- insuficiência renal aguda. III- ascite. IV- diabetes melito permanente. V- síndrome de resposta inflamatória sistêmica. A quantidade de itens corretos é igual a:

A
1.
B
2.
C
3.
D
4.
E
5.
Microorganismos que frequentemente causam peritonite primária em hepatopatas crônicos:
A Síndrome de Mallory-Weis geralmente é associada a:
A falta de eritropoietina pode acarretar:
Durante o acompanhamento da criança portadora de Síndrome de Down, deve-se observar a presença de malformações cardíacas, como por exemplo, CIA e CIV, assim como outras patologias que podem estar associadas a esta síndrome. Entre estas, assinale a alteração ortopédica mais frequente nestes pacientes:
Compartilhar