Questões na prática

Clínica Médica

Pneumologia

Um homem de 67 anos com enfisema relata piora da dispneia e tosse produtiva com expectoração purulenta. Seu VEF1 é 45% e uma gasometria arterial de 2 meses atrás mostrava PaO2 de 53 mmHg, com PaCO2 normal. Além de parar de fumar, qual outra intervenção pode aumentar a sobrevida desse paciente?

A
Oxigenioterapia domiciliar.
B
Uso de corticosteroide inalatório.
C
Cirurgia de redução do volume pulmonar.
D
Terapia com agonista beta2-adrenérgicos de ação longa.
E
Uso de antibióticos de largo espectro por tempo prolongado.
Pré-escolar de 3 anos é atendido com tosse produtiva, principalmente noturna, e obstrução nasal há 15 dias. A mãe refere infecção de vias aéreas superiores no início do quadro. O diagnóstico provável é:
Paciente, sexo feminino, 25 anos de idade, com fissura anal posterior crônica, já tendo feito uso de formadores de bolo fecal, nifedipina e nitrato tópicos anais, sem melhora. Realizou manometria anorretal com acentuada hipertonia esfincteriana. A conduta CORRETA a ser tomada é:
Recém-nascido de parto vaginal, período expulsivo prolongado, apresenta Apgar de 6 e 9, peso de 3.850g, comprimento de 50 cm, PC de 41 cm, PT de 34 cm. Tem boa evolução, e a única alteração observada no exame físico completo com 12 horas de vida é uma grande bossa serossanguínea. A conduta a ser tomada para este recém-nascido é:
Em caso de lactente com irmão portador de leucemia em tratamento quimioterápico, deve ser contraindicada a vacina:
Compartilhar