Questões na prática

Cirurgia

Cirurgia Geral

Um jovem de 22 anos sofre um ferimento abdominal por arma de fogo. É encaminhado ao hospital onde é operado. Na cirurgia é encontrada apenas lesão no intestino delgado e a opção é por ressecá-la e fazer a anastomose primária. O paciente evolui bem até o sétimo dia pós-operatório, quando é notada saída de secreção entérica pela incisão cirúrgica. O débito é de 300 ml/dia e não há comprometimento abdominal, estando a fístula bloqueada. Qual a conduta adequada?

A
Laparotomia e ileostomia no local da lesão.
B
Somatostatina e dieta líquida.
C
Laparotomia, drenagem ampla e nutrição enteral monomérica.
D
Exploração local e drenagem ampla da fístula.
E
Nutrição parenteral total.
A cal sodada, existente nos circuitos de aparelhos de anestesia, tem a função de:
L.A.M., 55 anos, solteira, professora de ensino médio, evangélica praticante, 1,50 m de altura, pesando cerca de 70 kg, foi levada ao consultório por duas irmãs. Essas alegam que, há mais de 10 anos, a irmã começou a “perceber” que alguns alunos e pessoas na rua ou mesmo familiares cochicham, fazem gestos, dando a entender que ela é homossexual. No início, as irmãs chegaram a questionar pessoas, condoendo-se do sofrimento de L.A.M., porém, após algum tempo, ficou claro que era tudo imaginação da paciente. Recentemente, a situação piorou, pois ela tem feito denúncias à delegacia e criado constrangimento para todos, muito embora continue absolutamente normal em todos os outros aspectos funcionais. Questionada, a paciente garante que é vítima inocente e que realmente muita gente tem feito sinais ou falado entre si, sendo ela o alvo desses comentários maldosos. A paciente afirma que jamais experimentou alucinações auditivas, apenas percebe os significados nos gestos dos outros. O quadro descrito é compatível com transtorno:
A fibrose cística é uma doença que ocorre na faixa etária pediátrica. Essa doença
Criança nascida com 28 semanas de idade gestacional e 1.100 g, fruto de parto vaginal com bolsa rota após 22 horas, apresentou dificuldade respiratória precoce. O exame radiológico foi sugestivo de doença da membrana hialina. Fez uso de surfactante exógeno com 2 horas de vida, sem melhora. Qual o diagnóstico mais provável?
Compartilhar