Questões na prática

Clínica Médica

Pediatria

Infectologia

Um lactente de seis meses comparece na emergência pediátrica do hospital com história de febre alta há cerca de cinco dias, tosse produtiva, falta de ar e, nas últimas vinte e quatro horas, vômitos. Junto com o quadro, a mãe refere inapetência e prostração e, quando questionada, informa que amamentou até o segundo mês e que seu filho fez todas as vacinas para a idade. No exame físico, o paciente encontra-se choroso, em regular estado geral, com uma frequência respiratória de 58 movimentos respiratórios por minuto, tiragem intercostal, em retração subcostal e, na ausculta respiratória, apresenta múltiplos ruídos de transmissão. O restante do exame físico não apresenta outras alterações. A radiografia de tórax mostrou pequenos focos de consolidação na base pulmonar direita. Baseado nessas informações, qual a conduta inicial frente ao caso?

A
Orientar a mãe quanto à hidratação oral e ao uso de antitérmicos para o paciente no seu domicílio, reavaliando-o em vinte e quatro horas.
B
Iniciar com amoxacilina, orientar a mãe sobre o uso de antitérmicos no seu domicílio e reavaliar o paciente em vinte e quatro horas.
C
Iniciar com penicilina procaína, orientar a mãe sobre o uso de antitérmicos no seu domicílio e reavaliar o paciente em quarenta e oito horas.
D
Internar o paciente para tratamento com penicilina cristalina, oxigenoterapia e hidratação parenteral.
E
Internar o paciente para tratamento com cefurexime, oxigenoterapia e hidratação parenteral.
Paciente de 56 anos de idade relata otalgia a esquerda com 2 semanas de evolução, associada a otorreia. Evolui com dor em região de mastóide e febre. Realizou TC que evidenciou velamento de mastóide à esquerda. Assinale a assertiva que contém os patógenos mais comumente associados à condição.
Quais os principais marcadores tumorais que devem ser solicitados para um paciente com tumor germinativo de testículo?
Entre as alterações laboratoriais abaixo, assinale aquela que NÂO ocorre em portadores de hipotireoidismo primário:
Uveíte anterior, não granulomatosa, aguda, é relacionada mais comumente a:
Compartilhar