Questões na prática

Clínica Médica

Pediatria

Infectologia

Um lactente de seis meses comparece na emergência pediátrica do hospital com história de febre alta há cerca de cinco dias, tosse produtiva, falta de ar e, nas últimas vinte e quatro horas, vômitos. Junto com o quadro, a mãe refere inapetência e prostração e, quando questionada, informa que amamentou até o segundo mês e que seu filho fez todas as vacinas para a idade. No exame físico, o paciente encontra-se choroso, em regular estado geral, com uma frequência respiratória de 58 movimentos respiratórios por minuto, tiragem intercostal, em retração subcostal e, na ausculta respiratória, apresenta múltiplos ruídos de transmissão. O restante do exame físico não apresenta outras alterações. A radiografia de tórax mostrou pequenos focos de consolidação na base pulmonar direita. Baseado nessas informações, qual a conduta inicial frente ao caso?

A
Orientar a mãe quanto à hidratação oral e ao uso de antitérmicos para o paciente no seu domicílio, reavaliando-o em vinte e quatro horas.
B
Iniciar com amoxacilina, orientar a mãe sobre o uso de antitérmicos no seu domicílio e reavaliar o paciente em vinte e quatro horas.
C
Iniciar com penicilina procaína, orientar a mãe sobre o uso de antitérmicos no seu domicílio e reavaliar o paciente em quarenta e oito horas.
D
Internar o paciente para tratamento com penicilina cristalina, oxigenoterapia e hidratação parenteral.
E
Internar o paciente para tratamento com cefurexime, oxigenoterapia e hidratação parenteral.
Dos fatores abaixo, qual indica a presença de colecistite aguda:
Assinale a alternativa CORRETA quanto a IMUNIZAÇÕES:
Menino de 4 anos de idade tem diagnóstico de anemia falciforme e é levado ao pronto-socorro com quadro agudo de febre e queda importante nos níveis de hemoglobina, caracterizado como episódio aplásico. O agente viral mais frequentemente envolvido nesses episódios, potencialmente fatais, é o:
Adolescente de 13 anos, sexo masculino, nascido de parto normal. AIG a termo, Apgar 1 minuto 7, apresentou atraso na aquisição da linguagem. Atualmente frequenta o quarto ano do ensino fundamental em uma classe com 45 alunos e foi encaminhado para consulta médica pela professora por apresentar dificuldades escolares. Os pais separaram-se quando tinha dois anos. Reside com a mãe e avós maternos na periferia de uma grande cidade. A mãe trabalha o dia todo em faxina; os avos são analfabetos. O exame físico é normal. A provável causa da dificuldade escolar desse adolescente é:
Compartilhar