Questões na prática

Pediatria

Pediatria Geral

Um menino com 1 mês de vida, raça negra, morador de área urbana, é levado pelos pais à Unidade Básica de Saúde para atendimento de rotina e vacinação. Não é oferecido nenhum medicamento à criança, que recebe aleitamento materno exclusivo. O médico avalia a criança, que tem exame físico normal, com ganho de 40 g/dia desde o nascimento. Pergunta se oferecem vitamina D ao filho e a mãe diz que não considera necessário, já que oferece exclusivamente o seio. O médico deverá conversar com os pais e propor uma conduta. Considera-se CORRETO que o médico:

A
admita que a suplementação pode ser dispensada, enquanto a criança estiver em aleitamento materno exclusivo.
B
esclareça que morar em área urbana e ser de raça negra são considerados fatores de risco para raquitismo e que a oferta de vitamina D é segura e evita o aparecimento dessa doença.
C
admita que a suplementação é facultativa, desde que programem a coleta de cálcio e fósforo no sexto mês de vida da criança.
D
concorde com a mãe acerca do real efeito protetor do leite materno, mas aponte que a conduta, por ser universal, não pode ser individualizada, independentemente de não haver risco, como neste caso.
E
solicite radiografia de ossos longos.
A causa mais comum de hipoparatireoidismo é:
São efeitos colaterais do desoxicolato de anfotericina B, droga usada no tratamento da leishmaniose grave, exceto:
Na dequitação deve-se considerar que: I. a retirada manual da placenta abrevia o tempo da cesariana ou do parto, reduzindo o risco de infecção. II. a inserção fúndica da placenta, a atonia uterina e o acretismo placentário são fatores predisponentes à inversão uterina. III. na placenta percreta, como o tecido placentário não ultrapassa o miométrio, o tratamento é realizado por via abdominal. IV. na inversão uterina aguda, a primeira tentativa de correção a ser adotada é por via vaginal. Estão corretas somente as afirmações:
Com relação ao tétano, marque a alternativa incorreta:
Compartilhar