Questões na prática

Clínica Médica

Pneumologia

Um menino, com 7 anos de idade, recebe o diagnóstico de asma, classificada pelo médico como persistente leve. O médico recomenda o uso de corticoide inalatório como droga de manutenção para prevenção dos sintomas e orienta, durante episódios de crise, que seja utilizado:

A
Corticoide oral e montelucaste via oral.
B
2 de curta duração e montelucaste via oral.
C
2 de curta duração e aminofilina via oral.
D
2 de curta duração e corticoide via oral.
E
2 de curta duração e aumento na dose (geralmente o dobro) do corticoide inalatório.
Homem, 25 anos, sofre acidente automobilístico com trauma no MIE. Ao exame, apresenta o membro em flexão, adução, rotação interna e encurtamento. Qual é o provável diagnóstico?
Menino, 3 anos, apresenta episódios febris vespertinos há 30 dias. Mãe nota que, durante os picos febris, a criança tem dores nos tornozelos e punhos, manchas avermelhadas no tronco e apatia. Ao exame, está afebril, hipocorado e com hepatoesplenomegalia; sinais flogísticos são notados em tornozelos e punhos. Hemoglobina: 7 g/dl; leve leucocitose com predomínio de neutrófilos; trombocitose; VSG e proteína C-reativa fortemente elevados. Radiogramas das articulações afetadas evidenciam aumento de partes moles sem erosões. Ecocardiografia normal. Qual é a hipótese diagnóstica mais provável?
O trauma é importante problema de saúde pública, sendo que o tipo de atendimento inicial pode reduzir a morbimortalidade associada. Considerando um paciente vítima de acidente automobilístico, que apresente vias aéreas permeáveis, porém com respiração inadequada, taquidispneia e escore de 7 na escala de coma de Glasgow, julgue os itens subsequentes. Caso se opte pela intubação endotraqueal com a chamada indução em sequência rápida, o paciente deve receber um agente anestésico de ação rápida seguido de um agente de bloqueio neuromuscular.
Homem de 45 anos de idade, tabagista, foi submetido há 6 horas à gastrectomia subtotal devido à úlcera péptica crônica e perfurada. A operação transcorreu sem intercorrência. No primeiro dia de pós-operatório apresentou febre = 38°C, taquicardia e dispneia. Ao exame pulmonar, apresentava roncos bilaterais e diminuição de murmúrio vesicular na base esquerda. O quadro respiratório e os achados ao exame pulmonar são decorrentes de:
Compartilhar