Questões na prática

Clínica Médica

Pediatria

Hematologia

Um menino de 3 anos de idade está internado na enfermaria de pediatria com diagnóstico de Leucemia Linfoblástica Aguda (LLA). Com relação a esta doença pode-se afirmar:

A
Raramente a LLA ocorre em pacientes portadores de imunodeficiência.
B
O aspecto citológico das células blásticas é única e invariável.
C
Doença disseminada com severo comprometimento da medula óssea pode ser encontrada em muitos pacientes no momento do diagnóstico.
D
A linfadenomegalia está sempre presente e é uma manifestação proeminente da doença.
E
A dor óssea é uma manifestação rara e ocorre em menos de 1% dos pacientes.
Paciente feminina, 18 anos, é levada à consulta por apresentar, há mais ou menos seis semanas, dor nos joelhos e tornozelos, edema em ambas as mãos e febre intermitente com perda de peso. Exceto pelo edema nas mãos, o exame físico é normal. Três anos antes dessa consulta, apresentou trombocitopenia, tendo sido feito, à época, o diagnóstico de púrpura trombocitopênica idiopática. Depois de ter recebido esse diagnóstico, num verão, desenvolveu lesões na pele, após exposição solar e, em outra ocasião, apresentou feridas na boca. Atualmente, tem hematócrito de 25% com teste de Coombs positivo e exame de urina com múltiplas hemácias. De posse desses dados, conclui-se que o diagnóstico mais provável é:
São medidas para o tratamento da hipercalemia, EXCETO:
Das síndromes de poliposes hereditárias citadas abaixo, qual apresenta menor potencial de malignização para câncer colorretal?
Qual a interpretação para uma criança que apresenta o seguinte padrão sorológico para hepatite B: HBsAg negativo; HBeAg negativo; anti-HBcIgM negativo; anti-HBe negativo e anti-HBs positivo?
Compartilhar