Questões na prática

Clínica Médica

Pediatria

Nefrologia

Pediatria Geral

Reumatologia

Um menino de 6 anos é admitido na enfermaria pediátrica com quadro de febre baixa e inchaço nos joelhos e tornozelos há 4 dias. Há 1 dia, apresenta dor abdominal em cólica e sangue nas fezes. Os tornozelos e pés estão moderadamente edemaciados e dolorosos. Apresenta ainda lesões purpúricas palpáveis ao redor dos tornozelos e na superfície extensora das pernas. A pressão arterial é normal. O hemograma revela anemia moderada, leucocitose e contagem normal de plaquetas. Também é encontrada hematúria. O principal diagnóstico é:

A
Poliarterite nodosa.
B
Púrpura de Henoch-Schönlein.
C
Meningococcemia.
D
Febre reumática.
E
Doença de Kawasaki.
Lactente nasceu bem, com cianose leve, piorando de modo progressivo, taquipneia, cansaço às mamadas, gemência. É a mais comum das cardiopatias congênitas:
Um paciente do sexo masculino, de 5 anos, chega claudicando no pronto-socorro com uma história de dor em quadril esquerdo que se irradia para o joelho esquerdo há 2 dias. Mãe relata quadro de faringite viral duas semanas antes que se resolveu sem medicação. Ao exame físico, apresenta-se com o quadril esquerdo abduzido e flexionado, com dor à movimentação passiva. A velocidade de hemossedimentação é de 28 mm/h. O diagnóstico mais provável é:
Quando um paciente vítima de colisão de veículo apresenta o membro inferior encurtado, quadril em flexão, adução e rotação interna, devemos suspeitar de:
Após consulta, Dr. Eduardo prescreveu o antidepressivo Fluoxetina ao paciente M.A.C., sexo masculino, 40 anos de idade. Segundo normas da Vigilância Sanitária, essa prescrição deve ser efetivada por meio de:
Compartilhar