Questões na prática

Pediatria

Cardiopediatria

Um neonato de 6 dias de idade é levado para a emergência de um hospital por causa de cianose e letargia. O bebê nasceu de parto vaginal espontâneo e foi liberado para casa sem complicações, com dois dias de vida. O bebê foi encontrado em seu berço hoje com coloração azulada. Ao exame, a temperatura é de 36°C, a pressão arterial está 70/30 mmHg, a frequência respiratória é de 40 ipm, e o pulso é 180 ppm. Há também hepatomegalia marcante, pulsos periféricos fracos, e sopro sistólico ++/6+. O problema cardíaco congênito mais provável é:

A
comunicação interatrial (CIA).
B
coarctação da aorta.
C
síndrome do coração esquerdo hipoplásico.
D
persistência do canal arterial (PCA).
E
tetralogia de Fallot.
Sobre as hemorragias digestivas baixas (HDB), assinale o item ERRADO.
Associe o quadro clínico ao diagnóstico mais provável: I. Criança, 6 anos, nódulo cístico na borda anterior do esternocleidomastoide. II. Homem, 65 anos, tabagista e etilista com nódulo endurecido na borda anterior do esternocleidomastoide D e perda de peso. III. Homem, 65 anos, com nódulo endurecido na fossa supraclavicular esquerda e perda de peso. IV. Jovem, 22 anos, conglomerado linfonodal cervical endurecido em fossa supraclavicular esquerda, febre vespertina e prurido cutâneo. V. Jovem, 22 anos, conglomerado linfonodal cervical abscedado em fossa supraclavicular esquerda, febre vespertina:
Sr. José, 70 anos, com queixa de síncope, tonturas e confusão mental, procura o médico que ao examiná-lo suspeita de lesão obstrutiva de carótida. Qual é o exame complementar considerado “padrão ouro” para o diagnóstico e planejamento cirúrgico da doença carotídea aterosclerótica?
Alcoólatras graves, com deficiência nutricional, particularmente de tiamina, podem desenvolver encefalopatia caracterizada por:
Compartilhar