Questões na prática

Clínica Médica

Pediatria

Endocrinologia

Hematologia

Um paciente afrodescendente, 64 anos, queixa-se de dores ósseas, fadiga, astenia, soluços e emagrecimento. Ele traz, à consulta, resultados de exames complementares previamente feitos, que revelam: (a) anemia normocrômica e normocítica; (b) hipercalcemia acentuada (14,2 mEq/l); (c) hiperglobulinemia; (d) retenção de ureia e creatinina séricas; e (e) lesões líticas, sem halo de esclerose, na calota craniana, coluna vertebral, costelas e ilíacos. Acerca do caso mencionado, são feitas as seguintes assertivas, uma das quais é FALSA. Qual?

A
A imunoeletroforese de proteínas séricas mais comumente revela a presença de hiperglobulinemia monoclonal.
B
A expansão de plasmócitos encontrada na corrente sanguínea mais comumente secreta cadeias de IgM.
C
A dosagem sérica de ß2-microglobulina permite uma boa estimativa da carga tumoral da doença.
D
O aspirado de medula óssea representa excelente ferramenta diagnóstica, sendo a presença de mais de 10% de plasmócitos locais um importante parâmetro definidor.
E
Há pacientes que não possuem elevados níveis séricos de imunoglobulinas, tendo, porém detecção de cadeias leves de imunoglobulina na urina.
Mãe percebe massa abdominal ao dar banho em sua filha de 3 anos. A criança está em bom estado geral e assintomática. A ultrassonografia revela um tumor de topografia intrarrenal. Diante desse quadro, qual o diagnóstico mais provável?
Menino de 2 anos de idade, chega ao Pronto-Socorro com história, há 4 dias, de tosse e coriza. Apresentou febre de 38°C nos primeiros dois dias. Hoje mãe notou criança com rouquidão e tosse ladrante. Ao exame criança agitada, com cianose perioral, ao choro. Ao colocar a criança em um leito de observação, a enfermeira notou piora da agitação e cianose. A conduta neste momento é:
A causa mais comum de sangramento baixo em crianças é:
O método de escolha para diagnóstico de qualquer cardiopatia congênita no recém-nascido:
Compartilhar