Questões na prática

Clínica Médica

Pediatria

Endocrinologia

Hematologia

Um paciente afrodescendente, 64 anos, queixa-se de dores ósseas, fadiga, astenia, soluços e emagrecimento. Ele traz, à consulta, resultados de exames complementares previamente feitos, que revelam: (a) anemia normocrômica e normocítica; (b) hipercalcemia acentuada (14,2 mEq/l); (c) hiperglobulinemia; (d) retenção de ureia e creatinina séricas; e (e) lesões líticas, sem halo de esclerose, na calota craniana, coluna vertebral, costelas e ilíacos. Acerca do caso mencionado, são feitas as seguintes assertivas, uma das quais é FALSA. Qual?

A
A imunoeletroforese de proteínas séricas mais comumente revela a presença de hiperglobulinemia monoclonal.
B
A expansão de plasmócitos encontrada na corrente sanguínea mais comumente secreta cadeias de IgM.
C
A dosagem sérica de ß2-microglobulina permite uma boa estimativa da carga tumoral da doença.
D
O aspirado de medula óssea representa excelente ferramenta diagnóstica, sendo a presença de mais de 10% de plasmócitos locais um importante parâmetro definidor.
E
Há pacientes que não possuem elevados níveis séricos de imunoglobulinas, tendo, porém detecção de cadeias leves de imunoglobulina na urina.
Qual das enzimas abaixo se encontra mais elevada nas distrofias musculares?
Paciente sexo feminino, 27 anos, agricultora. Há 4 dias apresentou perda de força muscular de caráter ascendente com evolução para tetraparesia flácida. Dois dias após apresentou um episódio de crise convulsiva tônico-clônica generalizada. Foi medicada com fenobarbital (1 ampola IM), evoluindo com urina escura e tetraplegia. Ao exame, hipotonia generalizada, reflexos profundos ausentes e sensibilidade normal. História pregressa de 2 internamentos por dor abdominal de origem desconhecida e um episódio de distúrbio psiquiátrico. Qual o diagnóstico provável dessa paciente?
Artefatos produzidos por potenciais cardíacos, respiratórios, musculares e oculares são conhecidos como:
Paciente de 63 anos, sexo masculino, negro, vem apresentando cansaço, fraqueza aos médios esforços há mais ou menos 2 meses. Relata também tonturas e zumbido no ouvido há 1 mês e dores ósseas intensas no braço direito. Refere ter ficado internado devido à pneumonia há 2 semanas. Refere diminuição do volume urinário e presença de urina espumosa. Ao exame físico, o paciente encontra-se descorado ++/4+, anictérico, PA = 140 x 90 mmHg FC = 110 bpm. Ausculta cardíaca: RCR2T com sopro sistólico panfocal. Ausculta respiratória: MV + bilateralmente com ESC bibasais. Abdome: sem visceromegalias, RHA+ e normais. Extremidade: Edema ++/4+ com cacifo. Exames laboratoriais: Hemograma - Hb = 7,0 g HT = 21% VCM 85 u³. Leucócitos = 3.500-0-0-2-60-1-0-35-2 Plaquetas = 30.000/mm³, Ureia = 90 mg/%, Creatinina = 2,2 mg% PT = 7,0 alb = 2,8 Globulina = 5,0 (até 3,5), Bilirrubinas normais, IST = 45%, Cálcio = 12 mg/%, Ferritina = 400 ug/l, VHS = 120 mm³ e Beta 2 microglobulina aumentada. USG Renal - Rins de tamanho aumentado. Raio X de Esqueleto - Lesões osteolíticas em calota craniana e em fêmur esquerdo. Com referência ao paciente acima, pergunta-se: Qual é o diagnóstico provável? Qual é o exame que poderá comprová-lo?
Compartilhar