Questões na prática

Clínica Médica

Cardiologia

Neurologia

Um paciente, com 52 anos de idade, com história de hipertensão arterial há cinco anos e cefaleia há seis horas, refere que seu pai, hipertenso, faleceu devido a um AVCI aos 60 anos. Sua irmã de 55 anos também apresenta hipertensão arterial. Vem fazendo uso de enalapril (20 mg 2 x/dia), restrição de sal e caminhadas diárias. Tem 1,78 m de altura e 80 Kg de peso. Ao exame físico, apresenta-se hígido e com PA = 152/100 mmHg (sentado). Seus exames bioquímicos e ECG são normais. A conduta mais apropriada é:

A
substituir o enalapril por 100 mg de losartana ao dia
B
solicitar ultrassonografia Doppler das artérias renais
C
adicionar 25 mg de hidroclorotiazida ao dia
D
administrar 20 mg de nifedipina sublingual
E
solicitar metanefrinas em urina de 24 horas
Mãe leva seu filho de 4 anos de idade ao atendimento médico por queixa de “testículo direito inchado”, progressivo há 3 meses. Relata que este “inchaço” é observado principalmente ao final do dia. Quando a criança acorda, os testículos aparentam ter praticamente o mesmo tamanho, pois praticamente não se observa tal "inchaço" . Não há queixa de dor, vômitos ou de aumento de volume em região inguinal aos esforços. Também nega história de trauma recente na região. Ao exame, observa-se que ambos os testículos são tópicos, com superfície lisa, tamanho e consistência normais, sendo que o esquerdo é retrátil. À palpação do testículo direito, detecta-se hidrocele moderada, confirmada por transiluminação. Não há sinais inflamatórios e, mesmo à manobra de Valsalva, não se observa abaulamentos inguinais. A melhor conduta para essa criança é:
Lesão eritemato-vesico-crostosa, de aspecto circinado, pruriginosa traduz:
Glândula que contém linfonodo:
Nas crianças portadoras de cardiopatias congênitas, a crise de cianose ocorre quando:
Compartilhar