Questões na prática

Clínica Médica

Neurologia

Um paciente com encefalopatia metabólica frequentemente apresenta as seguintes manifestações clínicas, EXCETO:

A
mioclonia.
B
pupilas pequenas e responsivas à luz
C
paralisia motora de membro ou hemiparesia.
D
nível de consciência flutuando.
E
tremores.
Mulher, 58 anos, há seis meses apresentou três episódios de sinusite. Há uma semana surgiram lesões eritematosas, algumas delas evoluindo para úlceras, um edema periorbital, febre e tosse. Investigação complementar revela creatinina de 4,2; radiografia de tórax com infiltrado intersticial, radiografia de seios da face com uma pansinusite. A principal hipótese diagnóstica é:
Sebastião, 70 anos, está acamado há 3 meses por fratura de fêmur. Dá entrada no PS por dispneia súbita e dor pleurítica. ECG é normal. Rx de tórax é normal. Gasometria arterial demonstra hipoxemia. A principal hipótese diagnóstica é:
Um paciente de 65 anos, que pesa 80 kg, tem obstrução intestinal baixa por tumor de sigmoide. É portador de insuficiência cardíaca congestiva compensada e de hipertensão arterial. Faz uso de diuréticos tiazídicos e de digital. Na avaliação pré-operatória, o eletrocardiograma revela depressão do segmento ST, ondas U proeminentes e achatamento dos complexos QRS. O potássio sérico é 2,5 mEq/L. A respeito da situação deste paciente, é INCORRETO afirmar:
Homem de 29 anos de idade, agricultor, admitido no HCTCO com cefaleia, prostração, mal-estar, febre, calafrios, náuseas, mialgias intensas nas panturrilhas há 4 dias. Evoluiu há 2 dias com diminuição do volume urinário e icterícia. Informa a ocorrência de uma enchente no seu bairro uma semana antes do inicio dos sintomas. Ao exame físico apresentava-se T. axilar de 39°, icterícia rubínica (3+/4+), sufusões hemorrágicas nas conjuntivas e petéquias nos membros superiores. Baseado na hipótese diagnóstica mais provável dos exames laboratoriais abaixo, qual NÃO seria o achado esperado?
Compartilhar