Questões na prática

Clínica Médica

Cardiologia

Um paciente de 35 anos portador de miocardiopatia dilatada idiopática, com fração de ejeção do ventrículo esquerdo de 0,35 é admitido com piora de falta de ar aos pequenos esforços. Está em uso regular diário de captopril 150 mg, carvedilol 50mg, espironolactona 25 mg, com boa tolerância e adesividade ao tratamento. Apresenta-se levemente dispneico com estase jugular, pulso rítmico com 88 bpm, PA: 110 X 60mmHg, sopro sistólico suave em área mitral, murmúrio vesicular reduzido na base direita, fígado palpável a 2 cm do rebordo e edema +++ de membros inferiores sem sinais de TVP. Qual a melhor opção terapêutica?

A
Furosemida EV.
B
Associação nitrato + hidralazina.
C
Suspensão abrupta do betabloqueador.
D
Ressincronização cardíaca com marcapasso.
E
Transplante cardíaco.
Assinale a alternativa INCORRETA no tratamento da oxiuríase:
Das alternativas abaixo, qual NÃO seria um fator de mau prognóstico na criança vítima de traumatismo craniano?
Criança de dois anos apresenta manchas hipocrômicas em tronco e face, placas queratóticas foliculares em joelhos e cotovelos e prurido. O diagnóstico MAIS PROVÁVEL é:
Quando o recém-nascido (RN) é prematuro ou apresenta alterações na respiração ou no tônus muscular, quais são os passos iniciais da reanimação que devem ser executados, na sequência? I - aspirar a boca e as narinas; II - colocar o RN sob fonte de calor radiante; III - posicionar a cabeça do RN; IV - secar o RN e desprezar os campos úmidos.
Compartilhar