Questões na prática

Clínica Médica

Cardiologia

Um paciente de 35 anos portador de miocardiopatia dilatada idiopática, com fração de ejeção do ventrículo esquerdo de 0,35 é admitido com piora de falta de ar aos pequenos esforços. Está em uso regular diário de captopril 150 mg, carvedilol 50mg, espironolactona 25 mg, com boa tolerância e adesividade ao tratamento. Apresenta-se levemente dispneico com estase jugular, pulso rítmico com 88 bpm, PA: 110 X 60mmHg, sopro sistólico suave em área mitral, murmúrio vesicular reduzido na base direita, fígado palpável a 2 cm do rebordo e edema +++ de membros inferiores sem sinais de TVP. Qual a melhor opção terapêutica?

A
Furosemida EV.
B
Associação nitrato + hidralazina.
C
Suspensão abrupta do betabloqueador.
D
Ressincronização cardíaca com marcapasso.
E
Transplante cardíaco.
Um paciente que procura o ambulatório de transplante hepático do HUOL com cirrose, recebe do hepatologista a informação de que será colocado na lista obedecendo ao escore MELD (modelo para doença hepática terminal). Esse escore é um sistema desenvolvido para alocar órgãos de acordo com:
Durante uma colisão automobilística, um homem de 56 anos foi violentamente lançado contra o volante de seu caminhão. Na chegada ao pronto-socorro, ele apresentava sudorese e queixava-se de dor torácica. A pressão arterial era 60/40 mmHg, e a frequência respiratória 40 incursões por minuto. Como causa da hipotensão desse paciente, o achado que diferencia tamponamento cardíaco de pneumotórax hipertensivo é como se encontra:
Menino de sete anos, com história de tosse e dispneia há sete dias, sem febre, apresenta: FR: 30 ipm, presença de tiragem intercostal, AP: MV diminuído em HTD. RX tórax indica presença de alargamento de mediastino, mais importante à direita. O provável diagnóstico, nesse caso, é:
Recém-nascido a termo, pequeno para idade gestacional, baixo peso, nasceu de parto cesárea, com apgar 5 e 8, peso de 1600g, HTº 65%, PCR negativo. Evoluiu com desconforto respiratório leve, porém persistente, com crises de cianose, hipoglicemia persistente e icterícia precoce, além de irregularidade na absorção das dietas. A hipótese diagnóstica para esse recém-nascido é:
Compartilhar