Questões na prática

Clínica Médica

Gastroenterologia

Um paciente de 42 anos, masculino, apresenta-se a um serviço de emergência com queixa de dor abdominal difusa de forte intensidade, iniciada subitamente há 6 horas. Ao exame possui fácies de dor e abdômen com rigidez intensa e defesa involuntária difusa. Seus exames de laboratório são inocentes, exceto por discreta leucocitose sem desvios. A rotina de abdome agudo mostra uma lâmina de ar abaixo da cúpula diafragmática direita. A localização mais frequente da patologia provável nesse caso é:

A
Na segunda porção duodenal, parede posterolateral.
B
Justapilórica, parede anterior.
C
Junto à incisura angularis.
D
Na transição corpo-fundo gástrico.
Jonas tem 32 anos, trabalha em caldeira de navio e encontra-se em auxílio doença pelo INSS. Sua perícia de reavaliação está agendada para daqui à dois meses. Procura atendimento na UPA queixando-se de dor intensa em ambos os joelhos. Nesta ocasião o exame articular foi normal. A utilização de anti-inflamatórios e analgésicos (dipirona e tramadol) não trouxe alívio da dor. Encaminhado ao ambulatório realizou investigação laboratorial e radiológica sem evidências de alterações mantendo exame clínico normal. O diagnóstico mais provável para Jonas é:
Com relação aos efeitos colaterais da fluoexetina, a assertiva incorreta é:
Qual o dado mais sensível ao exame clínico, para diagnóstico de pneumonias na infância?
Com relação à febre reumática pode-se afirmar que: (Referência: MOSS E ADAMS: Doenças do Coração na Criança e no Adolescente - 2000)
Compartilhar